Início Mod. individuais Ralis

Terras d’Aboboreira: Um rali quase perfeito para a ARC Sport

5
Riardo Teodósio - Terras d'Aboboreira

Ricardo Teodósio e José Teixeira levaram o Skoda Fábia R5 evo à vitória na primeira prova do Campeonato de Portugal de Ralis. Um rali controlado e bem pensado por parte da dupla algarvia, que contou com um trabalho exímio por parte da estrutura da ARC Sport.

Foi um rali quase perfeito, porque Miguel Correia esteve a um passo de conquistar a 2ª posição, o que daria uma dobradinha à equipa de Aguiar da Beira.

Apesar disso, o piloto entrou para o derradeiro troço da prova com todas as hipóteses de conquistar o 2º lugar, ou até chegar à vitória, naquela que foi uma prova brilhante para a dupla Miguel Correia e António Costa, na estreia do novo Skoda Fabia R5 evo.

Ricardo Teodósio cumpriu a promessa e venceu a primeira prova do ano, num rali sempre muito disputado.

Promessa cumprida e com um sabor muito especial. Foi uma vitória suada, mas que me traz muita alegria.

Perto de um dia especial, quero dedicar este triunfo à minha mãe, que tem sido a responsável pelos meus sucessos.

Agradecer também à ARC Sport pelo trabalho exemplar feito com o carro, e também um obrigado a todos os meus patrocinadores. Venha o Rally de Portugal”, rematou Ricardo Teodósio.

Miguel Correia, bem acompanhado por António Costa, assinou por terras d’Aboboreira uma prova brilhante, tendo conquistado inclusivamente uma vitória à geral numa das especiais do rali. Poderia ter sido ainda melhor, mas assim já foi excelente.

Estamos muito felizes com o resultado e por ter conseguido disputar a prova mesmo até ao fim.

Houve esperança em poder fazer melhor, e a vitória passou-me sempre pela cabeça. Por alguma coisa somos uma equipa e o feito não é só meu, pois o António Costa e a ARC Sport fizeram um excelente trabalho.

Agora o meu pensamento já está no Rally de Portugal”, disse Miguel Correia.

Os campeões dos Açores marcaram presença na prova de abertura do CPR 2021. Com o campeonato açoriano a arrancar bastante mais tarde que o habitual, Luís Miguel Rego e Jorge Henriques pretendem ganhar mais experiência aos comandos do Skoda Fabia R5 evo.

Este não foi o teste ideal, pois surgiram demasiadas ocorrências desagradáveis. Penso mesmo que nunca disputei um rali com tantas paragens.

Demasiados troços com acidentes, impediram-nos de alcançar os nossos objectivos. No entanto, fiquei satisfeito por conseguir rolar no ritmo dos pilotos mais rápidos. A equipa fez um excelente trabalho”, referiu Luís Miguel Rego.

Paulo Neto e Vítor Hugo, com poucos quilómetros em terra no Skoda Fabia R5, também pretendiam evoluir para as restantes provas do campeonato.

Estava desejoso por fazer quilómetros com o carro num rali de terra. No primeiro dia não estive confortável, mas no segundo dia as coisas já correram melhor, apesar de um furo.

Sinto-me mais adaptado e acabo por fazer um balanço positivo. Embora haja pouco tempo de intervalo, quero aproveitar para fazer a totalidade do Rally de Portugal, o que será um grande desafio”, concluiu Paulo Neto.

Para a ARC Sport, este foi mesmo um rali quase perfeito, conquistando dois lugares no pódio, ficando à beira de uma dobradinha, que só não se concretizou no último troço.

Na verdade, foi mesmo um rali quase perfeito, concluído com excelentes resultados.

O Ricardo Teodósio fez um rali inteligente e à sua imagem, controlando sempre a prova. O Miguel Correia realizou uma prova fantástica, provando que existe um “casamento perfeito” com o António Costa. A evolução para o carro novo tornou-o mais competitivo.

O Luís Miguel Rego fez o rali possível, prejudicado pelas diversas interrupções da prova e por um problema nos intercomunicadores, não conseguindo tirar o devido proveito deste teste.

O Paulo Neto precisa de fazer quilómetros com o Skoda e também foi prejudicado por tantas interrupções.

Quero deixar os meus parabéns a toda a equipa que, mais uma vez, esteve em grande plano”, disse Augusto Ramiro.

A próxima prova pontuável para o CPR 2021 é o Vodafone Rally de Portugal entre 20 e 22 de maio.