Início Mod. individuais Fórmula E

António Félix da Costa soma pontos importantes no E-Prix de Roma

6
António Félix da Costa - E-Prix de Roma

O passado já o demonstrou por diversas vezes: um dia não é igual ao seguinte no Campeonato do Mundo FIA de Fórmula E e este E-Prix de Roma foi nova demonstração desse facto.

Após a vitória alcançada de ontem (sábado) por Jean-Eric Vergne, com o novo DS E-TENSE FE21, a equipa DS TECHEETAH teve um domingo menos prolífico. Foi, em especial, a chuva a prejudicar os pilotos da DS Automobiles, naquele que foi o primeiro fim de semana de corridas em que JEV, António Félix da Costa e os engenheiros do fabricante ‘premium’ francês se depararam com um piso molhado, com este seu novo grupo motopropulsor.

Com a chuva a diminuir de intensidade à medida que se sucediam as sessões de treinos, a pista tornava-se cada vez mais rápida, fazendo com que nenhum dos pilotos do primeiro grupo de Qualificação terminasse no ‘top-10’. No final, Félix da Costa ficaria com o 15º melhor tempo e Vergne com o 20º, sabendo-se que este quarto E-Prix da temporada seria uma corrida de trás para a frente para os dois pilotos da equipa Campeã em título.

Fiel ao que lhe é habitual, Xavier Mestelan Pinon não avançou com qualquer desculpa no final daquele que foi o seu último fim de semana de corridas como Director da DS Performance.

“Os dias sucedem-se, mas não são idênticos”, confirmou, antes de passar o testemunho a Thomas Chevaucher, o seu sucessor.

“No Treino Livre desta manhã, bem como na Qualificação, os nossos pilotos não conseguiram mostrar eficiência nesta pista fria e húmida, devido a afinações inadequadas. Já em corrida, as performances ficaram muito perto das nossas expectativas, mas saímos atrás demais para esperar por um lugar pódio.

Saúdo, ainda assim, as fantásticas recuperações do Jean-Eric e do António, até terminarem na 11ª e 7ª posição, respetivamente, depois de terem feito algumas belas ultrapassagens. Toda a equipa continua confiante para o resto do campeonato. Vai ser difícil, mas a DS TECHEETAH ocupa o 3º lugar provisório entre as Equipas e a nossa tem todos os trunfos na mão para tal, para conseguir alcançar novos títulos no final da época!”

Tal como no dia anterior, a partida foi dada atrás do ‘Safety Car’, já que a pista tinha algumas zonas com muita humidade. De novo espectacular, a corrida de 45 minutos mais uma volta viu-se neutralizada por duas vezes.

Terminando no 7º lugar final, o atual Campeão António Félix da Costa marcou os seus primeiros pontos com o DS E-TENSE FE21, o seu novo monolugar.

“Foi mais uma corrida divertida, sendo que hoje consegui somar pontos. Partindo da 15ª posição, fiz muitas ultrapassagens e subi até 7º”, sorriu o piloto português, no final.

“Muita coisa aconteceu hoje, não só em pista, mas também nas conversas de rádio com os engenheiros. Há coisas que poderíamos ter feito melhor, mas é isso que é ótimo nesta equipa: nunca paramos de aprender, pelo que iremos voltar ainda mais fortes em Valência.

Temos que estar nos lugares da frente nas Qualificações para que possamos partir das melhores posições possíveis nas grelhas de partida, um pouco à semelhança do que sucedeu há um ano, quando conseguimos alcançar os dois títulos de 2020, pelo que estou confiante.

Gostaria ainda de agradecer a todos os meus fãs, que me deram dois ‘FANBOOST’ neste fim de semana, permitindo-me realizar duas ultrapassagens, pelo que pude aproveitá-los na perfeição.”

 Já Jean-Éric Vergne terminou no 11º lugar, logo atrás dos lugares pontuáveis.

“Hoje não estive totalmente satisfeito com o carro”, afirmou o piloto francês, vencedor da corrida de sábado.

“Não me entendam mal! O carro é muito rápido, mas ainda temos que trabalhar se quisermos estar no topo e lutar pelas ‘pole-positions’ e pelas vitórias. Temos uma semana e meia para analisar tudo antes de irmos para Valência, onde queremos estar mais fortes.”

Mark Preston, Director da equipa DS TECHEETAH, preferiu ver o lado positivo do dia.

“O JEV e o António batalharam muito bem hoje, apesar das difíceis condições da pista”, confirmou. “O António somou alguns pontos importantes e o JEV terminou nas imediações do ‘top-10’.

Atualmente ocupamos o 3º lugar na Tabela de Equipas e temos muito trabalho pela frente. Mas há muitos pontos positivos a reter deste fim de semana, em Itália.”

Preston aproveitou, ainda, a oportunidade para deixar uma mensagem especial a Xavier Mestelan Pinon.

“Roma foi o seu último E-Prix como Director da DS Performance, pelo que, em conjunto com toda a minha equipa, gostaríamos de lhe agradecer do fundo do coração.

O Xavier teve um papel fundamental na parceria entre a TECHEETAH e a DS Automobiles e foi um grande protagonista na construção dos nossos sucessos. Desejamos-lhe o melhor nas suas futuras funções de Director Técnico na FIA!”

Não vai, por isso, demorar muito até que Thomas Chevaucher, até à data Director Técnico da DS Performance, assumir o seu cargo, pois a próxima etapa do Campeonato do Mundo FIA de Fórmula E terá lugar já dentro de 10 dias.

Será a primeira vez que o circuito Ricardo Tormo, em Valência (Espanha), irá ser palco de uma jornada de Fórmula E, num fim de semana que terá, à semelhança deste último, um duplo E-Prix, corridas a realizar nos dias 24 e 25 de abril (sábado e domingo). DS Techeetah