Início Mod. individuais Fórmula E

Jean-Eric Vergne leva o novo DS E-TENSE FE21 à vitória na sua estreia em Roma

5
Jean-Eric Vergne - Rome E-Prix 2021

Uma verdadeira montanha russa de emoções, é como se pode resumir a 3ª prova do Campeonato do Mundo FIA de Fórmula E! Num circuito de Roma redesenhado, Jean-Eric Vergne e a equipa DS TECHEETAH passaram por alguns momentos difíceis durante as sessões de treinos, para depois recuperarem e garantirem a vitória na corrida!

Atingido por trás no final da primeira sessão de Treinos Livres, o piloto francês viu-se privado de participar da segunda sessão, para depois, durante a Qualificação conseguir o feito de passar a integrar o grupo de 6 pilotos convidados a participar da Superpole.

Foi uma autêntica demonstração de força e perseverança, sendo, igualmente, o melhor modo de agradecer aos seus mecânicos que conseguiram reconstruir o seu DS E-TENSE FE21, o monolugar elétrico equipado com a nova unidade de potência desenvolvida pela DS Performance, em colaboração com a sua parceira TECHEETAH. Mas o melhor ainda estava para vir, com a ascensão do 5º lugar para o primeiro, ao longo de uma animada corrida!

O grito de “Veni, vidi, vici” lançado no rádio da equipa em jeito de parabéns logo após o final da corrida não poderia mostrar-se mais adequado para um novo monolugar, inaugurando o palmarés de sucessos logo desde a sua estreia.

“Estou particularmente feliz porque esta corrida foi muito difícil, em especial por causa da chuva ligeira que caía de tempos a tempos, alterando a aderência da pista”, explicou Jean-Éric Vergne, ele que é o único Bicampeão da modalidade, no final daquela que foi a sua 10ª vitória na Fórmula E.

“Não andámos muito longe das paredes do circuito durante toda a corrida, mas sobrevivemos. A luta com o Lucas [di Grassi] foi muito boa e foi pena que ele tenha sido vítima de um problema técnico no final da corrida, mas tal faz parte das corridas de automóveis.

É ótimo vencer com um carro novo logo na primeira corrida e é difícil descrever os meus sentimentos. Mas é demonstrativo de que este monolugar nasceu bem e é, acima de tudo, uma prova de que todo o fantástico trabalho desenvolvido pelos engenheiros da DS Performance e da equipa DS TECHEETAH está a dar frutos”.

Iniciada atrás do ‘Safety Car’, numa pista um pouco molhada, a corrida foi um autêntico “combate de chefes”, com múltiplas mudanças de posição.

Aproveitando todo o seu conhecimento da disciplina, JEV usou os seus ‘Attack Modes’ na perfeição, para se instalar à frente da corrida e lutar pela vitória com o ex-Campeão Lucas di Grassi.

O problema técnico sofrido pelo piloto brasileiro contribuiria para causar um acidente entre os seus perseguidores, pelo que foi também, e de novo, atrás do ‘Safety Car’ que o pelotão se viu obrigado a cruzar a linha de chegada.

Esta primeira vitória do ano para o piloto francês permitiu-lhe inaugurar as suas pontuações no Campeonato de Pilotos, ascendendo ao 5º lugar.

“Primeira corrida com o novo grupo motopropulsor desenvolvido pela DS Performance e primeira vitória!”, exclamou Xavier Mestelan Pinon, Director da DS Performance, cargo que é seu pela última vez este fim de semana, em Roma.

“Não poderíamos ter tido um início mais convincente. Claro que estou decepcionado pelo que aconteceu ao António [Félix da Costa], mas muito feliz pelo JEV. O ‘Rei’ está de volta! Ele merece esta vitória, após o espectacular acidente que sofreu, sem que tenha sido sua culpa, durante os Treinos Livres.

Ele fez um fantástico regresso, pelo que estou ansioso para ver o que poderá fazer amanhã. Quanto ao António, ele estará no segundo grupo da Qualificação, pelo que também deverá ser capaz de alcançar um bom resultado. Esperamos que o JEV possa também voltar a lutar pelos lugares da frente”.

Saindo apenas do 18º lugar da grelha, após o resultado alcançado na Qualificação, António Félix da Costa foi subindo no ranking e conseguiu, claramente, aspirar a um lugar entre os 10 primeiros no final da corrida e, portanto, nos lugares pontuáveis, mas um furo arruinou todos os seus esforços.

“Não foi o dia que esperávamos”, admitiu o Campeão em título. “Foi aquele tipo de dia em que sentimos sempre que estamos no lugar errado, à hora errada. A boa notícia é que terei mais um dia de corrida amanhã para me vingar e, acima de tudo, que a equipa registou um bom arranque com o novo motor.

O JEV venceu logo na primeira aparição do DS E-TENSE FE21 e isso prova que temos um bom monolugar. Ainda há muitos pontos a conquistar antes do final da temporada e pretendo começar a amealhá-los já amanhã”.

Para a DS TECHEETAH esta vitória teve um sabor especial.

“Hoje, o JEV lembrou a todos o porquê de ser Bicampeão”, comentou o Director de Equipa, Mark Preston. “Ele tem uma capacidade incrível de se superar e de ser ainda mais forte na hora certa, como o demonstrou hoje.

Já o António teve menos sorte com este furo, numa altura em que tinha brilhantemente ativado o seu ‘Fanboost’ para realizar uma fantástica manobra de ultrapassagem. Mas isso faz parte das corridas, sendo que amanhã ele terá a oportunidade de lutar por um lugar no pódio, ou até mesmo pela vitória, integrando o segundo grupo da Qualificação, uma prioridade nesta pista um pouco mais rápida”.

Numa altura em que ainda se vive a ‘loucura’ desta primeira corrida realizada na “Cidade Eterna”, Roma acolherá amanhã (domingo) a 4ª prova da Temporada 7 do Campeonato do Mundo FIA de Fórmula E 2021, a qual tem início agendado para as 13h00 (horas locais).

Nota Adicional: A prova será transmitida em directo a partir das 12h00 (hora em Portugal Continental) nos canais desportivos Eurosport 1, EuroSport Player  e Eleven 3.

As sessões de Treinos Livres e a Qualificação também têm transmissão em diferentes plataformas, informação que pode ser consultada aqui.