Home Adaptado

Taça de Paraciclismo 2022: Montemor-o-Velho recebeu a última prova

Taça de Paraciclismo 2022 - Montemor-o-Velho - Pódio

Disputou-se ontem em Montemor-o-Velho a 5ª Taça de Portugal Jogos Santa Casa de Paraciclismo, que marcou o final da edição de 2022.

Destaque para a prova da classe C5, que foi discutida num sprint milimétrico entre Hélder Maximino (360 Bike Trail/Mundimat/CCA Paio Pires) e Miguel Pacheco (Individual), que conseguiu a vitória.

Montemor-o-Velho recebeu ontem a quinta e última prova da Taça de Portugal Jogos Santa Casa de Paraciclismo, com um percurso que ligava o Mercado Municipal de Montemor-o-Velho e o Castelo.

Esta foi uma prova realizada num circuito de 2,3 quilómetros e teve a duração de uma hora mais três voltas.

A classe C5 foi a mais disputada do dia, com Miguel Pacheco (Individual) a levar a melhor sobre Hélder Maximino (360 Bike Trail/Mundimat/CCA Paio Pires) num sprint bastante apertado, conquistando ainda a vitória do ranking geral nesta categoria. Miguel Milheiriço (Individual) foi terceiro, a cinco voltas.

Na classe C4 destacou-se Ângelo Correia (Clube Ciclismo Amaro Antunes), completando a prova em 1h10m57s, vitória esta que lhe garantiu ainda a geral da competição.

Roberto Soares (Discover Melgaço/União Ciclista de Melgaço) foi segundo e Cláudio Carvalho (Individual) foi terceiro, ambos a duas voltas do vencedor.

Em H3 a vitória foi de João Pinto (Mirachoro Hotels/Centro de Ciclismo de Portimão), com larga vantagem sobre o segundo e terceiro classificados, Rúben Garcia (Clube K) e Sérgio Gomes (Descobre Destreza Associação Desportiva). João Pinto terminou ainda no primeiro lugar do ranking na respectiva categoria.

Na classe H4 foi Flávio Pacheco (Santa Cruz/Botelhos.pt) a dominar, levando a melhor sobre Luís Ramos (Individual) e Victor Taborda (Associação Salvador), o que fez com que conseguisse assegurar a vitória na geral da competição.

Algumas das classes contaram apenas com um participante, entre elas a classe C1, com Bernardo Vieira (Academia Efapel de Ciclismo), a classe C2, com Telmo Pinão (Academia Efapel de Ciclismo), a classe C3, com Paulo Teixeira (Roadbike/ACRG/Gondomar), a classe H5, com Luís Costa (Individual), a classe H4 Feminina, com Sandra Manuel (Associação Salvador), a classe H5 Feminina, com Felismina Gomes (Associação Salvador), a classe B Feminina, com Ana Silva, e a classe D, com João Marques (ACD MilharadoDriveonHolidays/Mafra).

Entre estes oito paraciclistas, apenas João Marques não foi vencedor do ranking geral na sua categoria, tendo esse título ficado para André Soares (Mato-Cheirinhos/Vila Galé/Etopi).

Apesar de ontem a classe H2 não ter tido quaisquer participantes, a vitória na geral da Taça ficou para Carlos Santos (Associação Salvador).

Exit mobile version