Início Mod. individuais Triatlo

Europeus de Munique: Portugal espera levar 5 triatletas a Paris24

142
Europeus de Munique 2022

O presidente da Federação Portuguesa de Triatlo (FPT), Sérgio Dias, admitiu hoje, em Munique (Alemanha), que a grande aposta é conseguir apurar uma estafeta mista para os Jogos Olímpicos Paris2024.

Todas as etapas são um objectivo para o trabalho final, um ciclo que termina com os Jogos. Desde cedo que anunciámos, e não escondemos de ninguém, que o nosso objectivo é qualificar a estafeta mista e, com isso, qualificarmos quatro atletas e estarmos em três eventos de medalhas, o feminino, o masculino e a estafeta“, começou por dizer à Lusa Sérgio Dias.

As declarações de Sérgio Dias foram prestadas na véspera da participação portuguesa nos Campeonatos Europeus multidesportivos de Munique, em que o triatlo participa com oito atletas, cinco masculinos e três femininos.

O dirigente não escondeu ainda a esperança de acrescentar um eventual quinto elemento aos Jogos.

Adicionalmente, e dado o potencial dos nossos atletas, nomeadamente no sector masculino, temos a esperança de qualificar um terceiro atleta. É ambicioso, difícil, implica ter três atletas no top-30 do ranking olímpico, mas, sendo difícil, achamos que ainda assim é possível“.

A conquista de medalhas, seja nos presentes Europeus, seja em futuras competições, é objetivo que não está descartado por Sérgio Dias, que também olha para os Jogos de 2024.

Não escondemos essa ambição, o triatlo sempre nos habituou a bons resultados, seja em europeus, mundiais ou nos Jogos, e tem o histórico de uma medalha com a Vanessa [Fernandes] em Pequim. Por isso, ambicionamos voltar a esse nível. O Vasco [Vilaça] é um potencial candidato para esse objetivo, mas não podemos descartar nunca o João Silva e o João Pereira“, disse, já em relação aos objetivos para Paris 2024.

Apesar de ser um objetivo, Sérgio Dias retira alguma pressão.

Não vivemos obcecados com a medalha, mas trabalhamos a pensar nela todos os dias, e os atletas seguramente também o fazem“.

O dirigente mostrou-se satisfeito com a forma como está a decorrer a transição de gerações no triatlo luso.

Conseguimos que não houvesse rutura entre gerações. O surgimento do Vasco e também do Ricardo [Batista], que veio logo atrás, veio permitir que coexistam em termos de Selecção com o João Silva e o João Pereira e isso assegura-nos o factor de continuidade, que é deveras importante“, referiu.

A conquista de uma medalha nestes europeus de Munique deixaria Sérgio Dias satisfeito.

Importante é sempre, porque é um Europeu e tem uma visibilidade enorme. Este formato agrada-nos sobejamente, há uma exposição muito maior do triatlo enquanto modalidade pequena em número de atletas e licenciados. Conseguirmos num formato que tem muita visibilidade por parte dos media uma medalha catapulta-nos para outro patamar. Se o conseguirmos durante este fim de semana, ficaremos bastante satisfeitos“.

Programa de triatlo, horas portuguesas

  • 12 ago (sexta-feira): 16:15: Elite feminina – Melanie Santos, Maria Tomé e Helena Carvalho
  • 13 ago (sábado): 15:00: Elite masculina – Vasco Vilaça, João Silva, João Pereira, Miguel Tiago Silva e Ricardo Batista
  • 14 ago (domingo): 17:00: Estafetas mista