Início Mod. individuais Hipismo

Europeu de Dressage 2022: Inquieto das Lezírias foi fantástico

Cavaleiro e puro-sangue lusitano do Centro Hípico Dom Cavalo, dos Milagres, conseguiram a melhor nota alguma vez alcançada por Portugal nesta competição.

55
Inquieto das Lezírias - Europeu de Dressage 2022

A expectativa era elevada. Sebastião Lucas Lopes partia para Inglaterra com o objectivo de cavalgar o Inquieto das Lezírias para um resultado histórico no Campeonato da Europa de Júniores e Jovens Cavaleiros, em dressage, e a missão foi bem-sucedida.

Tanto, que o cavaleiro e o puro-sangue lusitano do Centro Hípico Dom Cavalo, dos Milagres, conseguiram a melhor nota alguma vez alcançada por Portugal nesta competição.

O primeiro feito da dupla foi ultrapassar a fase eliminatória. Sebastião foi, de resto, o único dos oito portugueses a conseguir um lugar nos 16 primeiros, uma conquista que não acontecia desde 2017.

Depois, na final de freestyle, Sebastião e Inquieto mostraram a capacidade que lhes é reconhecida e executaram “uma prova muito harmoniosa”.

Segundo Frederico Pinteus, da Equisport, o momento continha “alguns exercícios difíceis, como as passagens de mão em círculo e na linha final antes da paragem”.

Ainda assim, obteve a nota final de 73,950%, que o colocou no 12º lugar da classificação geral deste campeonato.

Miguel Condeço estava naturalmente feliz com o resultado. Até parece que cavalo e cavaleiro foram feitos um para o outro.

O proprietário do Centro Hípico Dom Cavalo considera, mesmo, que esta dupla é uma “esperança olímpica”, de quem podemos esperar grandes feitos no futuro.

É um resultado fantástico. Ficaram à frente de muitos cavaleiros profissionais e de cavalos que valem mais de dois milhões de euros. Ainda nos vão dar grandes alegrias.”

Miguel Condeço salienta “a nobreza, o carácter, a morfologia, a tipicidade da cabeça, a configuração do corpo e os andamentos” tudo características de puro-sangue lusitano bem vincadas no Inquieto das Lezírias.

Trata-se de um cavalo de sela de nível mundial, com andamentos fáceis e cómodos”, sublinha o responsável do Centro Hípico Dom Cavalo.

É uma raça em vasta expansão. Foi um cavalo de guerra, foi de toureio e agora começa a dar os primeiros passos na competição e está a ser cada vez mais procurada por estrangeiros.”