Início Mod. individuais Vela

Mirpuri Trophy 2022: vitória de Green Eyes e Racing for The Planet

591
Vo65 Racing for the Planet

O evento anual Mirpuri Foundation Sailing Trophy 2022, que teve lugar nos dias 9 e 10 de julho, em Cascais, terminou no domingo à noite, após dois dias de regata intensas, disputada em perfeitas condições de Verão, por oitenta e cinco barcos que competiram em cinco classes.

A 3ª edição da regata, promovida pela Fundação Mirpuri desde 2020 para sensibilizar e angariar fundos para a conservação marinha, é organizada em conjunto com o Clube Naval de Cascais (CNC).

O tiro de largada foi dado do Navio Patrulha Oceânico Sines, da Marinha Portuguesa. A bordo estavam presentes convidados e dignitários, incluindo o Chefe do Estado-Maior da Marinha Portuguesa, Henrique Gouveia e Melo, que deu a ordem do disparo do tiro de canhão para começar a regata no primeiro dia.

Um dos destaques do evento para os muitos convidados e fãs que assistiram à regata, foi ver dois dos barcos offshore mais rápidos do mundo a lutar pelo primeiro lugar na classe VO65. O Austrian Ocean Racing Project, de Gerwin Jansen, e a Mirpuri Foundation Racing Team, com Jack Bouttell ao leme, foram desafiados por um percurso mais longo.

Numa atuação dominante, o vencedor da Volvo Ocean Race, Jack Bouttell e a equipa profissional a bordo do seu Racing for the Planet VO65, cruzaram a linha quase uma hora antes dos seus rivais austríacos.

O fim de semana do Mirpuri Foundation Sailing Trophy foi de muita competição, em todos os campos de regata.

O primeiro a cortar a linha em tempo real na regata costeira foi o Green Eyes, de Paulo Mirpuri, levando-o ao primeiro lugar da tabela de classificação, deixando o segundo posto para o Green Dragon, de Johannes Schwarz, e o terceiro posto para o Xekmatt, de Hugo Prista.

Foi um fim-de-semana fantástico de vela para todos, e estamos muito orgulhosos de ter realizado a nossa terceira edição desta regata. De uma perspectiva de participante, gostei muito da nossa competição com Johannes Schwartz no seu VO70 e estou muito orgulhoso do grande trabalho que a nossa tripulação fez para nos levar à vitória“, afirmou Paulo Mirpuri, Presidente da Fundação Mirpuri e capitão do Green Eyes.

Entre os VO65, o Mirpuri Foundation Racing for The Planet, de Jack Bouttell, confirmou seu favoritismo vencendo mais uma regata e, novamente, levando para casa o 1º prémio de mais uma edição do Troféu. O 2º lugar ficou com o Sisi – The Austrian Ocean Race Project.

Tenho de admitir que, sendo skiper da equipa pela primeira vez, estava um pouco nervoso, pois havia uma enorme pressão sobre nós para ganharmos o nosso evento em casa. Tivemos uma semana intensa de treino e esforçámo-nos muito para conseguirmos que todas as nossas manobras fossem marcadas. Penso que foi a nossa preparação que nos distinguiu e estou muito orgulhoso de todos os membros desta nova equipa“, afirmou Jack Bouttell após a regata.

Em ORC A triunfo do Xekmatt, de Hugo Prista. O Rational – German Kitchens, de Miguel Bunte Graça, foi o 2º classificado, seguido pelo Cristina A, de Francisco Brito e Abreu.

Em ORC B, o 1º lugar foi para o 2Hot2Handle, comandado por António Tanger Correia, e o Django One, de Jorge Alves, no 2º lugar. Completando o pódio ficou o Who’s Next, de Gonçalo Saraiva Mendes.

Em NHC, o Rational – German Kitchens, de Miguel Bunte Graça, sagrou-se novamente campeão, seguido pelo Cristina A, de Francisco Brito e Abreu e pelo Pede Mar, de Rui Rijo Ferreira.

Na sua estreia no Mirpuri Sailing Trophy a frota de SB20 somou 4 regatas ao evento. Vitória indiscutível do BTeam de Stanislav Gordienko, Artem Basalkin, Eva Stutze e Wilhelm Uschtrin, da Ucrânia, que liderou a tabela de classificação nos dois dias de prova.

Em 2º lugar ficou o inetum. #PositiveDigitalFlow, de Hugo Mastbaumm, Luis Queiroz e Pedro Garcia (CNCascais), e em 3º o Giboia, de Rui Boia, Martim Boia e Jose Gonçalves (CNCascais).

Batalha acirrada também na classe Optimist, com mais de 44 velejadores de quatro países a lutarem pelos primeiros lugares. Durante os dois dias de prova os velejadores completaram quatro regatas. Em primeiro lugar ficou Manuel Plantier, da Associação Naval de Lisboa. Em 2º lugar ficou a velejadora do Iate Clube da Bahia (Brasil), Juliana Borba Bastianelli, que também levou para casa o título da categoria feminina. Fechando o pódio ficou Tiago Santos, do Clube Naval de Cascais.

Na categoria Infantil vitória de Sami Hietalahti, representando o Helsinki Segelsallskap (Finlândia). O segundo posto foi conquistado por Francisco Quartin, da ANLisboa e o 3º por Luísa Marie Neumann, representando o California Yacht Club (USA), que também venceu o naipe feminino.

A regata culminou com o evento de entrega de prémios, o ponto alto do fim-de-semana.

Para o Clube Naval de Cascais, é uma verdadeira honra poder organizar, desde a sua estreia, uma prova como o Mirpuri Foundation Sailing Trophy, cujo mérito está perfeitamente espelhada na magnitude que já alcançou em apenas três edições“, afirmou Gonçalo Esteves, Presidente do Clube Naval de Cascais (CNC).

Para além dos numerosos troféus de classe para regatas e do troféu perpétuo do Mirpuri Foundation Sailing Trophy, o Ocean Award da Fundação Mirpuri foi entregue a Tainá Fonseca, no reconhecimento da excelência na comunidade científica e premiando o projecto que se revelou mais inovador com um impacto positivo na sustentabilidade dos oceanos.