Início Geral

Jogos do Eixo Atlântico 2022: Gaia participa com 140 atletas

250
Jogos do Eixo Atlântico 2022 - Maia

Os Jogos do Eixo Atlântico voltam a realizar-se este ano, depois do adiamento, em 2021, devido à pandemia de Covid-19. A XIV edição realiza-se na Maia, de 4 a 8 de julho, e conta com a participação de uma delegação de Gaia composta por 140 atletas.

Com um total de aproximadamente 2.400 participantes, o número mais elevado desde a fundação dos jogos, em 1995, esta nova edição dos Jogos do Eixo Atlântico abrangerá as modalidades de Andebol feminino e masculino, Futebol de 7 masculino, Voleibol feminino, Basquetebol masculino e feminino, Natação e Natação Adaptada, Atletismo e Atletismo adaptado.

Além de Vila Nova de Gaia, estão representados 27 concelhos do Eixo Atlântico: Maia, Matosinhos, Gondomar, Bragança, Famalicão, Vila Real, Peso da Régua, Valongo, Braga, Barcelos, Viana do Castelo, Santa Maria da Feira, Amarante, Guimarães, Póvoa de Varzim, Lugo, Ourense, Carballo, O Barco de Valdeorras, Pontevedra, Monforte de Lemos, Ponteareas, Vilagarcía de Arousa, A Coruña, Sarria, Santiago de Compostela e Vigo.

Um total de 16 delegações portuguesas e 12 espanholas, compostas por jovens com uma idade máxima de 16 anos.

Como vem sendo habitual, esta edição integra também várias modalidades de desporto adaptado, com a participação de quase 200 pessoas, em linha com a filosofia do Eixo Atlântico de eliminar barreiras e fomentar a participação de todos os jovens.

Desde a sua origem, esta competição é uma das principais bandeiras do Eixo Atlântico e um factor de grande mobilização de jovens atletas. Os jogos visam promover o desporto, a convivência entre os jovens e, também, entre os cidadãos das duas regiões.

Realizam-se de dois em dois anos e constituem um evento desportivo transfronteiriço único na Europa.

O Eixo Atlântico do Noroeste Peninsular é uma associação transfronteiriça integrada por 39 municípios e entidades da Galiza e da Região Norte de Portugal, sendo a sua finalidade principal o desenvolvimento económico, social, cultural, tecnológico e científico das cidades e regiões que o constituem, tendo em conta os seus âmbitos prioritários de atuação, entre os quais se conta a protecção e promoção de todo o tipo de atividades sociais, culturais e desportivas que se identifiquem com as raízes e identidades dos municípios.