Início Mod. individuais Fórmula 1

GP Grã-Bretanha: Carlos Sainz ganha corrida “louca” onde Verstappen foi 7º classificado

256

O piloto espanhol Carlos Sainz venceu o GP Grã-Bretanha de F1 depois de 58 voltas “loucas” ao Circuito de Silverstone, em Inglaterra,

Antes das emoções da luta pela vitória e das outras lutas, que explicaremos mais à frente, um grave acidente na 1ª curva levou ao adiamento da corrida, que só recomeçou uma hora mais tarde do que o previsto.

Gasly, zhou e Russell envolveram-se numa carambola no final da reta da meta e o piloto chinês acabou por ficar em mau estado, depois do carro ter deslizado ao contrário (rodas para o ar) na pista e ter-se imobilizado na rede de proteção que separa a pista das bancadas, onde alguns espetadores não ganharam para o susto.

Zhou foi transportado para o hospital, assim como Albon, que uns metros mais atrás bateu forte no muro que separa a pista da zona das boxes.

Cerca de 90 minutos depois, surge a informação de que Zhou teve alta depois de observado no hospital do circuito, mas Albon teve de ser transportado para um hospital civil, apesar do seu estado de saúde ser “estável e sem graves lesões”.

Quanto à corrida propriamente dita, Sainz saiu na frente, manteve-se algumas voltas nesta situação, mas Verstappen, com um carro mais equilibrado passou para a liderança.

Quando se esperava que o Red Bull fugisse à concorrência, este sofre um furo e acaba por ficar muito para trás, assim como Perez, que deu um toque em Leclerc e acabou por cair vários lugares.

Os dois Ferrari ficaram na frente, com Hamilton a observar a luta entre os dois “cavallino rampante”.

Quando toda a gente pensava que Leclerc tivesse uma vitória tranquila, um problema no carro de Ocon (e uma estratégia da Ferrari) estragou-lhe os planos, pois o “safety car” entrou em pista, os carros voltaram a ficar todos juntos, Sainz e Hamilton mudaram de pneus, mas a Ferrari ordenou que Leclerc se mantivesse com os mesmos, que já tinham várias voltas.

A estratégia podia passar por Sainz fugir rumo à vitória e Leclerc “segurar” o “comboio” que vinha atrás de si, mas não deu resultado, pois o monegasco foi ultrapassado por Perez e Hamilton, que ficaram em 2º e 3º lugares, respetivamente.

Leclerc, que terminou em 4º lugar e nada satisfeito continua no último lugar do pódio da classificação geral, com 138 pontos, atrás de Perez (147 pontos) e do líder Verstappen (181 pontos), que apesar de terminar em 7º tem razões para sair de Silverstone com um sorriso no rosto.