Início Mod. individuais Automobilismo

CPV, Clássicos, 1300 e Legends com adesão histórica em Vila Real

146
CP Velocidade 2022

Depois da prova de abertura no Circuito do Estoril, em abril, os Campeonatos de Portugal de Velocidade (CPV) promovidos pela Associação Nacional de Pilotos de Automóveis Clássicos (ANPAC) vão atingir um momento histórico, neste fim de semana, no mítico Circuito Internacional de Vila Real.

As grelhas do Campeonato de Portugal de Velocidade Clássicos, Campeonato de Portugal de Velocidade 1300 e Campeonato de Portugal de Velocidade Legends terão um total de 116 inscritos e mais de 140 pilotos no evento transmontano, um número recorde que nunca tinha sido atingido em campeonatos nacionais sob a égide da FPAK.

Uma realidade que, mais uma vez, reforça a escolha da ANPAC por parte da entidade federativa para promover as competições de Clássicos, 1300 e Legends em Portugal.

A adesão dos pilotos foi de tal ordem que a ANPAC tentou, por todos os meios, garantir uma quarta grelha em Vila Real, algo que não se revelou possível devido aos constrangimentos de um programa que também inclui o FIA WTCR.

A grelha do CPV Legends tem nada menos de 56 carros inscritos, um recorde absoluto em campeonatos nacionais de Velocidade. Para não excluir pilotos, os Super Turismos que normalmente estariam na grelha dos Legends vão correr na prova do CPV Clássicos em Vila Real, que tem 23 inscritos.

Por outro lado, a grelha do CPV 1300 tem 37 carros inscritos, voltando a demonstrar, tal como os Legends, a validade do regulamento introduzido pela FPAK e ANPAC.

O verdadeiro espírito do Automobilismo em Portugal

Paulo Alves, um dos responsáveis da ANPAC, destacou a proximidade que existe entre a Associação e os concorrentes dos campeonatos de Clássicos, 1300 e Legends em Portugal.

Penso que os números e a adesão dos pilotos falam por si”, afirmou sobre o recorde atingido em Vila Real.

Sabemos que o Circuito de Vila Real é um atractivo extra para qualquer piloto ou amante do automobilismo, sobretudo nesta edição de regresso após a pandemia [de Covid-19], mas a vitalidade destes campeonatos deve-se, sobretudo, ao verdadeiro espírito de proximidade que existe entre os pilotos e a ANPAC.

É bom não esquecer que continuamos a atravessar circunstâncias difíceis no país e no mundo, por isso o esforço e a adesão dos pilotos é algo que nos enche de orgulho. É aqui que está o verdadeiro espírito do automobilismo nacional.

Tentámos tudo o que nos era possível para termos uma quarta grelha e não deixarmos ninguém de fora, o que infelizmente não foi possível. Ainda assim, nunca tivemos grelhas com tantos carros num circuito citadino em Portugal, por isso o bom senso dos pilotos será fundamental para que tudo corra bem dentro de pista. Tenho a certeza que Vila Real será, mais uma vez, uma verdadeira festa da Velocidade nacional”, referiu Paulo Alves.

FIA WTCR 2022: Vila Real acolhe a 100ª corrida da competição