Início Mod. individuais Automobilismo

CPV 2022: Francisco Mora conquista as 2 pole-position em Vila Real

218
Francisco Mora - CPV 2022 - Vila Real - Treinos Livres

Francisco Mora, no CUPRA TCR, foi a grande figura, na tarde deste sábado, das duas sessões de qualificação da segunda jornada do Campeonato de Portugal de Velocidade (CPV) by Hankook, no Circuito de Vila Real, ao conquistar a ‘pole position’ para as duas corridas do fim de semana, deixando bem vincada a superioridade dos TCR face aos GT4 na discussão das melhores posições da grelha de partida.

Contudo, um cenário diferente poderá acontecer em corrida, já que a duração de cada uma é de 45 minutos e a gestão de pneus vai ser determinante na discussão da vitória.

Nesta pista, com corretores altos e várias chicanes, creio que um TCR se encaixa melhor que um McLaren, que tem alguns dispositivos que interferem na condução, como o controlo de tracção e o de estabilidade, que não se desligam, obrigando o piloto a adaptar-se.

Passamos por cima de muitos corretores altos e quase temos de descobrir como ‘enganar’ os dispositivos de ajuda à condução. Guiar o McLaren numa pista como a do Estoril é muito mais fácil…”, comentava Pedro Salvador, que na segunda sessão conseguiu colocar o GT4 da SMC Junior Motorsport na segunda posição, ao lado do CUPRA TCR de Mora.

Não tenho dúvidas que os TCR são mais ágeis nesta pista face aos GT4, por causa das chicanes, mas eu diria que aqueles últimos terão vantagem nas travagens, pois dispõem de ABS.

Eu creio que em corrida a situação mudará de figura, pois em 45 minutos julgo que os GT4 conseguem uma melhor gestão dos pneus, mas estou na expectativa”, referia o detentor do título de campeão nacional de velocidade.

Na primeira sessão, Daniel Teixeira conquistou o segundo lugar, ao lado de Mora, reforçando o domínio TCR, mas na segunda, com o motor do CUPRA a falhar, apenas conseguiu completar uma volta e “só deu para ser quinto classificado”.

A terceira posição da categoria nunca esteve em risco para o Hyundai Elantra da Sport & You de António Coimbra e Luís Silva, que lograram superiorizar-se ao motard Miguel Oliveira (Hyundai i30 N) e ao seu pai, Paulo Oliveira.

Entre os GTC, Bruno Pires e Fábio Mota, no Porsche 911 da Fabela Sport, estiveram sempre na dianteira e desta vez os Ginetta da Tockwith Motorsports, devido a diversos contratempos mecânicos, estiveram longe das expectativas, sendo até superados pelos Skoda Octavia da Monteiros Competições do checo Ondrej Krupka e da dupla Nuno Breda / Nuno Teixeira.

Na categoria GT4, o acidente de Tom Roche, que faz dupla com Marmaduke Hall, na primeira qualificação com o Ginetta G55 da Tockwith Motorsports, levando a uma interrupção, condicionou a parte final da sessão, mas nem por isso os dois McLaren 570S – Álvaro Ramos, por razões profissionais inadiáveis, estará ausente em Vila Real – de Miguel Cristóvão / Francisco Carvalho e de André Pimenta / Pedro Salvador, e o Audi R8 LMS de Jorge Rodrigues / Patrick Cunha ficaram distantes, a nível de andamento.

Face ao exposto, é com natural expectativa que se aguarda pela primeira corrida do programa, na tarde deste sábado, para se desfazerem dúvidas relativas à ‘performance’ dos GT4 em relação aos TCR ao longo de 45 minutos.

FIA WTCR 2022: Circuito de Vila Real acolhe a 100ª corrida da competição