Início Mod. individuais Automobilismo

Historic Endurance ruma ao Circuito de Spa-Francorchamps

25
Historic Endurance 2022 - Spa-Francorchamps

No próximo fim-de-semana de 26 a 28 de Junho, a competição de viaturas clássicas Historic Endurance ruma até às Ardenas belgas, para o exigente desafio anual no ‘Le plus beau Circuit du Monde’ – o Circuit de Spa-Francorchamps.

Após as provas realizadas no moderno circuito de Barcelona e no belíssimo traçado citadino de Pau, pilotos e equipas serão postos à prova no dantesco circuito com mais de sete quilómetros durante o Spa Summer Classic.

A 6ª edição das 3 Horas de Spa conta com uma extraordinária grelha de partida composta por sete dezenas de fascinantes máquinas a serem conduzidas por pilotos de 12 nacionalidades diferentes, onde estarão representados alguns dos modelos mais icónicos da indústria automóvel dos anos 1950s e 1960s.

Por L’Eau Rouge, Raidillon, Kemmel, Malmedy, Stavelot, Blanchimont ou La Source, nomes que ressoam no coração de todo e qualquer entusiasta do automobilismo, vão acelerar máquinas de marcas prestigiadas como Alfa Romeo, Aston Martin, BMW, Ferrari, Ford, Jaguar, Lotus ou Porsche, que partilharão o asfalto com outras não menos deslumbrantes de pequenos construtores como a Marcos, Reliant, Ginetta, Triumph ou TVR.

Entre os inscritos, destaque para a presença dos vencedores das últimas duas edições, o Shelby Cobra de Fred Bouvy/Christophe Van Riet, os primeiros a cortar a linha de chegada no ano passado, e o Lotus Elan de Wilson Graham/David Pittard, que triunfou na edição de 2019.

Para 2022, estas equipas terão forte concorrência dos quatro Shelby Cobra inscritos e da armada de nove Lotus Elan. Também na categoria H-1976, os sete Porsche 3.0 RS terão uma palavra a dizer, apesar deste modelo nunca ter ganho as 3 Horas de Spa, uma prova onde estratégia e a consistência têm um papel fundamental.

No Index de Performance, o Austin Healey Sebring Sprite, já vencedor no passado, é obviamente um dos favoritos, mas os dois Ginetta G4, com menos de 1000cc, terão uma palavra a dizer nesta luta, assim como os vários Lotus Elan, carros sempre muito eficazes. Como é tradição, o vencedor do Index de Performance levará para casa um exemplar da relojoeira suíça Cuervo y Sobrinos.

Fortíssima presença portuguesa

O contingente luso é o maior de sempre, com oito equipas. A Garagem João Gomes levará dois Porsche – um 911 SWB (H-1965) e um 2.5 ST (H-1971) para a Bélgica para serem partilhados pelos seus habituais pilotos – Nuno Nunes, Piero Dal Maso e José Carvalhosa, a que se junta o jovem Guillerme Dal Maso.

Ainda entre os concorrentes da classe H-1971, Domingos Sousa Coutinho voltará a alinhar com o seu imponente BMW 2800 CS, mas desta vez fará equipa com Jorge Santos e com o campeão nacional de velocidade de 1997, Alcides Petiz. O trio Paulo Lima, Bruno Lima e José Paradela vai fazer a sua estreia no circuito belga ao volante do Ford Mustang assistido pela RP Motorsport.

Por fim, na categoria H-1976, dois Porsche 911 3.0 RS viajarão das instalações da Aurora Motorsport, na cidade do Porto, até ao centro da Europa. Mário Meireles terá ao seu lado um dos mais rápidos em Pau, Vasco Nina, enquanto Bruno Duarte e Filipe Jesus irão fazer a sua estreia neste circuito com o seu Porsche habitual.

Ainda nesta categoria, a Mr Wheeler Motorsport inscreve o BMW 2002 para o trio Pedro Oliveira / Rui Garcia / Miguel Garcia, ao passo que no Ford Escort RS2000 de Nuno Breda, o próprio, a estrear-se na pista belga, fará equipa com os experientes Ricardo Pereira e Diogo Ferrão.

Tudo para ser um bom espectáculo

Esta emblemática competição, promovida pela Race Ready, demarca-se pelo espírito de ‘Gentleman Driver’, move-se pelo conceito ‘No Crashing, No Cheating, No Complaining’, onde o resultado final não se sobrepõe ao prazer de conduzir um carro histórico de elevado desempenho contra adversários que partilham os mesmos valores e paixão pelo desporto.

Num circuito onde a meteorologia é sempre uma incógnita, a sessão de qualificação de 45 minutos realiza-se no final da tarde de sexta-feira, enquanto que a corrida de três horas de duração será disputada no final do dia de sábado, acabando exactamente quando o sol se põe sob a floresta que circunda o ‘toboggan des Ardennes’.

Para Diogo Ferrão, CEO da Race Ready, esta prova “tem um enorme significado para a competição, pois é a única que não se disputa no sul da Europa, e a afirmação do Historic Endurance num palco privilegiado do desporto automóvel“.

Correr num circuito da envergadura de Spa-Francorchamps é um sonho para qualquer piloto e fazê-lo ao volante destes clássicos intemporais, com pneus radiais, é uma experiência sem igual. Voltamos a reunir um leque de viaturas e pilotos de primeira classe e temos todos os condimentos para mais uma corrida recheada de motivos de interesse.

HORÁRIO (GMT+2)

  • Sexta-Feira, 24 de Junho  –  19:45 – 20:30 Qualificação
  • Sábado, 25 de Junho  –  18:50 – 21:50 Corrida

Race Ready