Início Mod. colectivas Andebol

Resumo da vitória do Benfica sobre o Alavarium na Taça de Portugal

83
Alavarium vs Benfica - Final Four da Taça 2022

O Pavilhão Desportivo Municipal de Santo Tirso recebeu a 1ª meia-final da Taça de Portugal Feminina de Andebol, naquela que se pode intitular de uma final antecipada, já que opunha o Campeão Nacional em título – SL Benfica e Alavarium Love Tiles – terceiro classificado do Campeonato 1ª Divisão Feminina.

Os golos tardaram a surgir neste encontro, que começou com bastantes falhas técnicas de parte a parte, mas à passagem dos três minutos, Patrícia Rodrigues na conversão de um livre de 7 metros, que a colocou frente-a-frente com Andreia Madaíl, acabou por ser letal e colocar o SL Benfica na liderança.

Maria Unjanque fez o 0-2 mas Soraia Fernandes não tardou a responder e estas acabaram por ser as protagonistas dos próximos dos lances do encontro – a par das guarda redes – e aos sete minutos o marcador assinalava 2-3.

Instantes mais tarde, Diana Oliveira colocava tudo empatado a três golos, no entanto, Alina Molkova,m acabou por não perdoar e a vantagem voltava a pender para as encarnadas (3-4).

Com duas exclusões (de Maria Unjanque e Rute Fernandes), o SL Benfica viu a aproximação do Alavarium Love Tiles acontecer, com a redução para a margem mínima e, posteriormente, tanto Audilia Carlos como Andreia Madaíl pararam os remates do adversário mas Eulália Silva colocou tudo empatado em Santo Tirso, a 5 golos, aos 13 minutos.

A guardiã das aveirenses mostrou-se muito inspirada, assim como a central “Lali” que fez o Alavarium conquistar a liderança por 7-6, pela primeira vez na partida, levando João Florêncio a pedir o seu primeiro time-out.

O encontro seguiu em parada e resposta, até que Diana Oliveira, em contra-ataque, colocou o Alavarium Love Tiles a vencer por três golos (10-7), num momento complicado para a formação lisboeta, que apresentava bastantes dificuldades no ataque.

Aos 20 minutos, e com a claque do seu lado, o SL Benfica iniciou a recuperação, chegando à margem mínima minutos mais tarde (10-9), o encontro seguiu a um ritmo acelerado e Alina Molkova acabou por colocar tudo empatado a 11 golos, quando faltavam apenas 5 minutos para o intervalo, obrigando Eugénio Batolomeu a levar o cartão verde à mesa.

Na etapa complementar, o SL Benfica entrou determinado a conquistar um lugar na Final e abriu as hostilidades com um parcial de quatro golos, o que colocou o marcador em 14-18 e levou o técnico aveirense a colocar time-out.

O mesmo acabou por não surtir efeito e as encarnadas voltaram a dilatar a contagem – a aproximação só acabou por surgir com a passagem dos 10 minutos do encontro (18-20) e, agora, foi a vez de João Florêncio parar o jogo.

Com cinco minutos volvidos, o Alavarium Love Tiles foi tentando reverter o rumo do encontro e o mesmo acabou por acontecer por Carolina Monteiro, internacional portuguesa, que colocou tudo empatado a 21 golos.

Na resposta, o SL Benfica criou uma vantagem de três golos à maior (22-25) e, apesar de alguma incerteza a pairar no resultado, nos últimos minutos as encarnadas acabaram por ter a melhor resposta, tanto defensivamente como no ataque e a escassos 80 segundos do final, a vantagem pertencia às águias e foram mesmo as lisboetas que conseguiram uma vaga na Final.

A conquista da Taça de Portugal já tem hora marcada para domingo, às 16h00, no Pavilhão Desportivo Municipal de Santo Tirso e conta com transmissão n’A Bola TV.

FP Andebol