Início Mod. individuais Motociclismo

Samuel Di Sora magistral e histórico na Corrida 2 do WorldSSP300

20
Samuel Di Sora - World SBK 2022 - Estoril

A última corrida da Ronda do Estoril no Campeonato do Mundo FIM de Supersport 300 contou com uma recuperação épica de 31º da grelha, com Samuel Di Sora (Leader Team Flembbo) a fazer história em Portugal ao conquistar a segunda vitória da carreira no Circuito Estoril, vencendo por três décimos os seus rivais mais próximos.

Antes da Corrida 2 começar, os dois pilotos da Leader Team Flembbo, Di Sora e Sylvain Markarian, foram forçados a largar do final da grelha devido a violações da pressão dos pneus, mas o francês Di Sora não deixou que este revés o impedisse de assinar a segunda vitória e décimo pódio ao estabelecer um recorde no WorldSSP300, o da maior recuperação numa corrida.

O progresso foi rápido com Samuel Di Sora a ganhar 23 posições nas primeiras duas voltas e meia, o que o colocou no grupo da frente.

Atrás de Di Sora, Inigo Iglesias (SMW Racing) conquistou o segundo lugar e o quarto pódio na classe, enquanto procura relançar a época depois um difícil início da temporada 2022.

Mirko Gennai (Team BrCorse) foi terceiro, enquanto o italiano subiu ao pódio pela segunda vez na carreira e a segunda na presente temporada.

Kevin Sabatucci (Kawasaki GP Project) falhou o pódio por apenas 0,089s depois de dia forte para o piloto italiano, com Sabatucci a assinar o melhor resultado da temporada até agora ao terminar à frente de Marc Garcia (Yamaha MS Racing), quinto.

Garcia cruzou a meta em sexto lugar, mas viu a classificação alterada em um lugar (quinto), quando Victor Steeman (MTM Kawasaki) foi penalizado numa posição por exceder os limites da pista na última volta.

O francês Hugo De Cancellis (Prodina Racing WorldSSP300) terminou em sétimo, apenas a dois décimos de Steeman. A dupla composta por Yuta Okaya e Ruben Bijman (MTM Kawasaki) ficou em oitavo e nono, respectivamente, com Okaya incapaz de converter a pole position num pódio. O alemão Dirk Geiger (Fusport – RT Motorsports by SKM – Kawasaki) completou o Top 10.

Humberto Maier (AD78 Team Brasil pela MS Racing) lutou para conquistar o 11º lugar, à frente de Lennox Lehmann (Freudenberg KTM – Paligo Racing); Lehmann incapaz de manter a sua já tradicional luta da presente época de recuperar posições até aos dez primeiros.

Alessandro Zanca (Kawasaki GP Project) terminou em 13º lugar depois de penalizado numa posição por exceder os limites da pista na última volta; tendo inicialmente cruzado a linha em 12º.

Matteo Vannucci (AG Motorsport Italia Yamaha) foi apenas 14º depois de lutar pela liderança na fase inicial das 12 voltas ao traçado do Estoril, com o piloto espanhol Alex Millan (SMW Racing) a fechar as posições pontuáveis em 15º.

Numa demonstração de quão competitiva é a WorldSSP300, todos os 15 pilotos que pontuaram estavam a três segundos do vencedor da corrida, Samuel Di Sora.

Gabriele Mastroluca (ProGP Racing) perdeu um ponto na recta final, terminando 0,013s atrás de Millan, com o piloto substituto Petr Svoboda (Accolade Smrz Racing) quatro décimos atrás, em 17º lugar.

Troy Alberto (Fusport – RT Motorsports by SKM – Kawasaki) foi 18º à frente de Iker Garcia Abella (Yamaha MS Racing) e do wildcard Tomas Alonso (Quaresma Racing Team) que completou o top-20.

Bruno Ieraci (Prodina Racing WorldSSP300) abandonou a corrida após uma queda na 1ª volta envolvendo Alvaro Diaz (Arco Motor University Team) na curva 6, com Diaz a conseguir voltar à corrida e a terminar em 26º.

Harry Khouri (Fusport – RT Motorsports by SKM – Kawasaki) também não terminou, Fenton Seabright (Vinales Racing Team) e Enzo Valentim Garcia (AD78 Team Brasil pela MS Racing) tiveram incidentes separados na curva 10 na volta 6; com o brasileiro Valentim Garcia a ser levado ao centro médico para um check-up após a queda.

Marco Gaggi (Vinales Racing Team) foi penalizado numa posição após uma violação dos limites da pista na última volta, rebaixando-o de 23º para 24º na classificação.

World SBK