Início Mod. individuais Motociclismo

Dominique Aegerter vence dramática Corrida 1 do WorldSSP no Estoril

15
Dominique Aegerter - World SBK 2022 - Estoril

O atual Campeão Dominique Aegerter perdeu terreno no início, mas rapidamente regressou a terrenos familiares ao conquistar a vitória no Circuito Estoril.

A acção de sábado do World SBK 2022 no Circuito Estoril teve dramatismo na Corrida 1 do Campeonato Mundial de Supersport da FIM, com Dominique Aegerter (Ten Kate Racing Yamaha) a conquistar a quarta vitória consecutiva. O atual Campeão teve de lutar depois de perder terreno no início da corrida, antes de reivindicar a vitória por cerca de três segundos e assim aumentar a liderança no Campeonato.

Dominique Aegerter começou mal a corrida, ao perder terreno para Jules Cluzel (GMT94 Yamaha) e Nicolo Bulega (Aruba.it Racing WorldSSP Team) com o piloto italiano a assumir a liderança na curva 1.

Um erro de Bulega na curva 6 atirou o piloto para o quinto lugar na primeira volta, enquanto Can Oncu (Kawasaki Puccetti Racing) teve melhor desempenho nas duas primeiras voltas, conquistando o oitavo lugar antes de ultrapassar dois pilotos na curva 1 no início da volta 2.

Só na volta 8 é que Dominique Aegerter assumiu a liderança da corrida, surpreendendo com uma ultrapassagem na curva 1 a dupla Glenn van Straalen (EAB Racing Team) e Oncu quando estes lutavam entre si pela primeira posição.

A partir daí, o atual campeão Domin ique Aegerter não olhou para trás e conquistou a quarta vitória da temporada com mais de três segundos de vantagem sobre Lorenzo Baldassarri (Evan Bros. WorldSSP Yamaha Team), que também teve que lutar depois de um mau início.

Oncu rodou em terceiro lugar até à última volta antes de Bulega agarrar na curva 1 o último lugar do pódio, relegando Oncu para quarto.

Foi a 14ª vitória de Dominique Aegerter no WorldSSP e o 21º pódio, o que o coloca em décimo lugar na lista dos melhores de todos os tempos com Stephane Chambon, Kevin Curtain e Katsuaki Fujiwara.

O segundo lugar de Baldassarri deu-lhe o quarto pódio da temporada de estreia e o 120º pódio da Itália no WorldSSP, enquanto Bulega fez três pódios em 2022 após um forte início nesta sua estreia.

Federico Caricasulo (Althea Ducati) mostrou forte ritmo no Estoril em 2021 no WorldSSP e entra em 2022 com o quinto lugar na Corrida 1 ao terminar à frente de Yari Montella (Kawasaki Puccetti Racing) com o italiano a conquistar o melhor resultado de 2022 no WorldSSP.

Van Straalen vinha a pressionar Dominique Aegerter desde a dupla ultrapassagem do francês na curva 1, mas um acidente na curva 9 acabou por ditar a perda de várias posições. Ainda assim, o holandês conquistaria o sétimo lugar depois de perder 13 segundos com o acidente.

O Campeão do Mundo de SSP300 Adrian Huertas (MTM Kawasaki) deu continuidade ao forte início de temporada com um oitavo (e melhor) lugar da carreira com Andy Verdoia (GMT94 Yamaha) em nono. Verdoia perdeu terreno na fase inicial da corrida, mas conseguiu minimizar as perdas e assinou o melhor resultado da temporada.

O piloto mais jovem da grelha, Ondrej Vostatek (MS Racing Yamaha WorldSSP), conquistou o seu melhor resultado da grelha do WorldSSP com um resultado entre os dez primeiros.

Kyle Smith (VFT Racing) esteve envolvido na batalha por um resultado entre os dez primeiros, mas teve que se contentar com o 11º à frente de Oli Bayliss (BARNI Spark Racing Team) em 12º. Bayliss mostrou um ritmo forte no início da corrida, mas não conseguiu fechar a sua prestação no Estoril nos dez primeiros, terminando apenas no 12º.

Simon Jespersen (Kallio Racing) chamado à última hora para correr este fim de semana, batalhou até ao 13º lugar, à frente de Leonardo Taccini (Ten Kate Racing Yamaha) e Marcel Brenner (VFT Racing) com o suíço a fechar os pontos com o 15º lugar.

Tom Edwards (Yart – Yamaha WorldSSP) recuperou de um acidente na volta 3, curva 9, para terminar em 18º lugar neste que foi o seu segundo evento como wildcard, terminando atrás de Unai Orradre (MS Racing Yamaha WorldSSP) e à frente de Sander Kroeze (Kallio Racing).

Luca Ottaviani (Altogo Racing Team) foi 21º depois de cumprir uma penalização de duas voltas longas, à frente de Raffaele De Rosa (Orelac Racing VerdNatura WorldSSP) com uma diferença de 12 segundos; De Rosa também foi penalizado com uma dupla volta longa à qual se juntou uma outra penalização por não cumprir as anteriores.

Depois de ganhar posições na fase final da corrida, Bahattin Sofuoglu (MV Agusta Reparto Corse) caiu na curva 9 mas logrou continuar terminando em 23º à frente de Peter Sebestyen (Evan Bros. WorldSSP Yamaha Team) que caiu na curva 6 da volta de abertura.

Stefano Manzi (Dynavolt Triumph) não participou na corrida devido a um problema técnico na volta de apresentação, com o estreante italiano a ver-se impossibilitado de ocupar o seu lugar no grelha.

Um abandono duplo ditou a sorte da equipa Dynavolt Triumph com Hannes Soomer a abandonar após um acidente na curva 3 na volta 5. Niki Tuuli (MV Agusta Reparto Corse) estava entre os dez primeiros, mas um acidente na curva 4 na volta 10 forçou o finlandês a abandonar.

Na mesma volta, Jules Cluzel (GMT94 Yamaha) sofreu um acidente na curva 1 marcando assim o fim da sua corrida, enquanto Ben Currie (Motozoo Racing by Puccetti) levou a moto para as boxes. Maximilian Kofler (CM Racing) foi mais um a não terminar depois de completar 14 voltas.

World SBK