Início Mod. individuais Ralis

Armindo Araújo continua na frente entre os portugueses no Rally de Portugal 2022

27
Armindo Araújo - Rally de Portugal 2022

Armindo Araújo passou para a liderança entre os pilotos lusos que prosseguem em prova no Vodafone Rally de Portugal, depois de ter conseguido um tempo notável na classificativa de Amarante 2. No WRC2, Teemu Suninen continua a dominar a classificação.

No final das sete especiais do terceiro dia do Vodafone Rally de Portugal, Teemu Suninen e Mikko Markkula (Hyundai i20 N Rally2) continuam a liderar o WRC2, dilatando a vantagem face a Yohan Rossel/Valentin Sarreaud (Citroën C3 Rally2) para 30,5s.

Já Oliver Solberg e Elliott Edmondson desistiram com um tirante da direcção partido na PE14, cedendo o terceiro lugar à dupla Kajetan Kajetanowicz / Marek Szczepaniak (Skoda Fabia Rally2 evo), que está a 1m54,2s do líder, Teemu Suninen, e a 1m23,7s do segundo classificado, Yohan Rossel.

Com um tempo ‘canhão’ na classificativa de Amarante 2, a mais longa do rali (37,24 km), Armindo Araújo e Luís Ramalho (Skoda Fabia Rally2 evo) passaram para o primeiro lugar entre os portugueses.

Para cimentar a liderança, o piloto de Santo Tirso terminou o dia com chave-de-ouro fazendo o terceiro melhor tempo à geral (segundo entre os pilotos inscritos em WRC2) na Super Especial do Porto, na Foz.

Na classificação do WRC2, Armindo Araújo e Luís Ramalho ocupam o sexto lugar.

Sabíamos que não seria uma tarefa fácil recuperar o tempo que perdemos ontem devido aos furos, mas conseguimos impor sempre um andamento forte e, com isso, recuperámos muito tempo”, referiu o piloto de Santo Tirso.

A diferença para o Ricardo [Teodósio] era grande, mas sempre acreditámos que poderíamos reverter este cenário a nosso favor. Foi um grande dia e uma etapa muito boa para nós.

Mesmo não andando nos limites, nem andarmos a discutir as primeiras posições do WRC2, fizemos tempos muito interessantes. Estamos muito satisfeitos com a nossa prestação na etapa de hoje”, concluiu.

Já Ricardo Teodósio e José Teixeira (Hyundai i20 N Rally2) ocupam o sétimo lugar no WRC2 e terminam a 12,3 segundos de Armindo Araújo / Luís Ramalho, deixando adivinhar um último dia de prova muito aceso na luta pelo título de melhor português no Vodafone Rally de Portugal.

A dupla Paulo Caldeira / Ana Gonçalves (Citroën C3 Rally2) ocupa o lugar mais baixo do pódio entre os portugueses.

Na categoria WRC2 Júnior tudo parece, à partida, decidido, mas o Vodafone Rally de Portugal tem sido pródigo em surpresas. Assim, na primeira classificativa da manhã do último dia de prova, Chris Ingram e Craig Drew (Skoda Fabia Rally2 evo) partem na liderança com uma vantagem de 1m17,7s face à dupla Mikolaj Marczyk e Szymon Gospodarczyk (Skoda Fabia Rally2 evo).

A segunda secção do dia operou uma autêntica reviravolta no WRC2 Masters. Jean-Michel Raoux e Laurent Magat (Volkswagen Polo GTI R5), que dominavam a categoria, foram relegados para o terceiro lugar a 2m45,1s dos novos líderes Frédéric Rosati e Stéphane Prévot em Hyundai i20 N Rally2.

Apesar da penalização de 10 segundos a que foram sujeitos, a dupla Laurent Battut / Eric Gressens em Hyundai i20 R5 ocupa o segundo lugar entre os WRC2 Masters, a 2m15,5s da liderança.

Rally de Portugal 2022: Saiba tudo sobre a prova do ACP

Rally de Portugal 2022 na RTP tem cobertura completa: Digital, Rádio e Televisão

ACP