Ronnie O’Sullivan, o melhor de todos os tempos?

17
Ronnie O'Sallivan

O jogador inglês Ronnie O’Sullivan foi coroado recentemente como o melhor do Mundo no Mundial de Skooker, ao vencer o compatriota Judd Trump, com relativa facilidade, na Final do Campeonato Mundial da modalidade, disputado no mítico Crucible Theatre, em Sheffield (Inglaterra).

Esta foi a 7ª vitória do “Rocket”, depois dos triunfos conseguidos em 2001, 2004, 2008, 2012, 2013 e 2020, igualando assim o recorde pertencente a Stephen Hendry.

Em declarações à BBC, Hendry refere que “Ronnie O’Sullivan é uma máquina vencedora; ele colocou o jogo numa nova dimensão; estou surpreendido por ele ter demorado tanto tempo a chegar aos 7 triunfos em mundiais”.

“Neste Campeonato do Mundo não o colocaram sob pressão, mas isso é porque ele jogou muito bem e não se permitiu ser pressionado; ele disse que não olha a recordes, mas tenho a certeza que vai atrás do oitavo título”, rematou Hendry.

Para além do recorde partilhado com Hendry, O’Sullivan conseguiu aos 46 anos de idade tornar-se no jogador mais velho a ganhar um Mundial, batendo Ray Reardon, que em 1978 (com 45 anos de idade) levantou o troféu.

21 anos depois de ter ganho o seu primeiro Campeonato do Mundo, o jogador inglês ainda deixa muitos rivais “de boca aberta”, como Judd Trump e Steve Davies.

Após a Final com O’Sullivan, Trump referiu que o inglês “está cada vez melhor; a sua tenacidade, dedicação, … é clara; foi, de longe, o melhor do torneio; o melhor do torneio e o melhor de todos os tempos”, enquanto Davies (campeão do Mundo por 6 ocasiões) considera que “o nível dos jogadores hoje é muito maior do que na época de Hendry, então O’Sullivan precisa de maior concentração, pois tem menos «facilidades»; a longevidade na carreira de Ronnie é inacreditável; ele teve altos e baixos pessoais e profissionais, mas soube lidar com eles; a palavra génio é muitas vezes utilizada de ânimo leve, mas Ronnie é mesmo um génio”.

Ronald Antonio O’Sullivan nasceu em Chigwell e teve uma infância conturbada, mas quando começou a jogar Snooker tudo mudou, apesar de ter tido alguns problemas com drogas e álcool, que levaram a algumas depressões quando dava as primeiras tacadas.

No entanto, Ronnie preferiu escolher a carreira e desapegou-se das suas emoções, tratando “cada torneio como um treino”, pois vai ao ginásio, faz jogging e tem uma alimentação regrada.

Hoje, tudo é Snooker, carisma, imagem, técnica e um carácter peculiar, pois tanto pode estar simpático e focado (o que o torna imbatível) como estar mal-humorado, desconcentrado e reclamar com a arbitragem, o que torna um alvo fácil de “abater”.

Todo este foco resultou nos recordes atrás referidos, mas Ronnie diz que “a sensação é boa, mas não olho para os recordes; o Curcible Theatre traz à tona o que há de pior em mim, não sei se é uma boa ideia voltar a enfrentar estes jogadores, mas tenho a certeza que voltarei”.

Multidesportos