Início Mod. individuais Atletismo

Leandro Ramos bate recorde nacional do Lançamento do Dardo no “metting” de Doha

12

Leandro Ramos bateu o recorde nacional do Lançamento do Dardo, que já lhe pertencia, com um ensaio de 84,78 metros, no “meeting” de Doha da Liga Diamante, concluindo a prova no 4º posto.

A marca, que lhe dá ainda mínimos para os Europeus de Atletismo, que terão lugar no mês de Agosto em Munique (Alemanha), é a continuidade de uma melhoria progressiva que tem registado do recorde nacional, desde antes pouco menos de 80 metros até estes 84,78 metros.

A anterior marca era de Julho de 2021, registada pelo lançador do Benfica em Castelo de Vide, superando-a hoje, dia de grandes marcas na prova, desde logo pelo vencedor, o grenadino Anderson Peters.

O seu ensaio de 93,07 metros, melhor marca mundial do ano, é o 15º melhor lançamento da história, abaixo apenas de quatro lançadores, que entre si fizeram os 14 mais longínquos: o recordista mundial, o checo Jan Zelezny (98,84m em 1996), o alemão Johannes Vetter (97,76m), o também germânico Thomas Röhler (93,90m) e o finlandês Aki Parviainen (93,09m).

À frente de Leandro Ramos no pódio ficaram ainda o checo Jakub Vadlejch, em segundo com 90,88 metros, o seu melhor registo de sempre, e o alemão Julian Weber, com 86,09 metros.

No mesmo “meeting”, mas no Triplo Salto, a vice-campeã olímpica em Tóquio’2020, Patrícia Mamona, não foi além do 6º lugar, entre 9 participantes, com um salto de 14,40 metros.

Atualmente em terceiro no “ranking” mundial, e numa prova sem a campeã olímpica Yulimar Rojas, a portuguesa saltou duas vezes a mesma marca, mas ficou longe dos 15,01 metros que conseguiu na capital do Japão, melhor Triplo Salto nacional.

A prova foi dominada pela jamaicana Shanieka Ricketts, ao saltar 14,82 metros, com a ucraniana Maryna Bekh-Romanchuk no segundo posto, com 14,73 metros, e Thea LaFond, de Dominica, em terceiro com 14,46 metros.