Início Mod. individuais Vela

Jack Bouttell, vencedor da Volvo Ocean Race, é o novo skipper da Mirpuri Foundation Racing Team

190
Mirpuri Foundation Racing Team

A Mirpuri Foundation Racing Team anunciou há dias que Jack Bouttell (GBR/AUS) será o skipper da equipa na próxima edição da regata Mirpuri Foundation Sailing Trophy, que se realiza no próximo mês de julho, em Cascais.

Jack Bouttell, vencedor da regata à volta do mundo Volvo Ocean Race em 2017-18, tem sido parte integrante da Mirpuri Foundation Racing Team desde a sua criação em 2019.

Bouttell desempenhou a função central de watch captain durante a vitória da equipa na regata The Ocean Race Europe em 2021, assumindo agora a função de skipper, sendo a primeira vez que lidera uma equipa a bordo de um VO65.

Jack Bouttell traz consigo uma grande carreira e experiência em regatas oceânicas para o leme do VO65 ‘Racing for the Planet’. Em 2016 Bouttell juntou-se à equipa do poderoso trimarã Spindrift 2, o maior trimarã do mundo com 120 pés, e venceu o Québec–Saint-Malo, estabelecendo um novo recorde nesta regata.

O velejador de 31 anos foi membro da Dongfeng Race Team e participou na Sydney Hobart em 2016 com Charles Caudrelier, conquistando o terceiro lugar. Participou de novo com a Dongfeng Race Team na edição 2017-18 da Volvo Ocean Race, tendo a equipa ganho esta regata à volta do mundo.

Em 2018 e 2019, Jack voltou ao maxi trimarã Spindrift 2 para duas participações no Jules Verne Trophy e depois para competir a solo na sua quarta participação no Solitaire du Figaro em 2020. No mesmo ano, foi também membro da Mirpuri Foundation Racing Team em duas regatas a bordo do VO65 ‘Racing For The Planet’.

Em 2021 Bouttell velejou como Watch Captain quando a Mirpuri Foundation Racing Team venceu a edição inaugural da The Ocean Race Europe.

Sinto-me honrado por ter sido convidado a dirigir esta incrível equipa que tem sido uma grande parte da minha vida desde 2019. Penso que tudo o que fiz na minha carreira até este momento, me preparou para esta oportunidade, e estou ansioso pelo desafio de participar na regata ‘A Thousand Mile Race’ no próximo mês de julho“, afirmou Jack Bouttell.

A edição inaugural da regata ‘A Thousand Mile Race’ – Atlantic Challenge, é o principal desafio do Mirpuri Foundation Sailing Trophy para 2022, com a largada prevista para o dia 3 de julho, e que verá equipas a partir de Cascais, até à ilha de Porto Santo, na Madeira, e a regressar a Cascais, percorrendo mil milhas naúticas.

A regata oceânica foi concebida para desafiar os melhores velejadores e barcos mais rápidos do mundo, num teste de resistência durante vários dias de competição.

O vencedor será galardoado com o Troféu Perpétuo da Fundação Mirpuri, numa cerimónia de entrega de prémios totalmente concebida sem utilização de plástico de uso único, que pretende consciencializar e gerar importantes fundos para projectos de conservação marinha em todo o mundo.

Organizada em parceria com o Clube Naval de Cascais, a edição deste ano conta com múltiplos desafios, que incluem as classes: Maxi Yachts, VO65s, NHC, ORC, IRC, Multihulls, Classics, 6m, SB20, e Optimists.

Para o Presidente da Fundação Mirpuri, Paulo Mirpuri, “o Jack [Bouttell] faz parte da família Mirpuri Foundation Racing Team desde o primeiro dia“.

Estamos muito contentes por tê-lo como skipper a bordo do nosso VO65 Racing for the Planet e esperamos vê-lo a levar a equipa até ao pódio“.

O Team Manager da Mirpuri Foundation Racing Team, Bruno Dubois, descreve Jack Bouttell como “um dos melhores jovens talentos de sempre.

Jack [Bouttell] trabalhou desde o início na vela profissional offshore, e assumir o papel de skipper é o caminho certo na sua carreira. Trabalhei com o Jack durante muitos anos e vi a facilidade com que ele assumiu mais responsabilidades.

Estou confiante que está à altura deste desafio e estou ansioso por ver como ele abraça o seu novo papel de skipper“, acrescenta Bruno Dubois.

Reforço da equipa com velejadores internacionais de renome

Um novo rosto na regata é o veterano da Volvo Ocean Race Stu Bannatyne. Tendo competido oito vezes na desafiante regata à volta do mundo, tendo ganho quatro vezes num recorde, o neozelandês é um dos velejadores oceânicos mais prolíficos e mais bem-sucedidos do mundo, nos quase 50 anos de história da regata.

Desde que reivindicou a sua 4ª volta ao mundo em 2017-18, Stu Bannatyne tem trabalhado em várias campanhas, incluindo vitórias no Transpac 2021 e no Caribbean 600 a bordo do PAC52 Warrior Won.

Outros dois novos nomes que se juntam à equipa do Atlantic Challenge são o francês especialista em offshore Benjamin Schwartz e o participante da Volvo Ocean Race 2017-18, o australiano Alex Gough.

Em 2019 Ben tornou-se o primeiro jovem a ganhar o Campeonato Francês de Elite Offshore, e em 2020, ganhou o Campeonato Europeu Misto de Offshore Eurosaf.

O velejador australiano Alex Gough já deu uma volta completa ao mundo na Volvo Ocean Race 2017-18, a bordo do VO65 Scallywag, que venceu a 3ª etapa da regata de Melbourne a Hong Kong.

Os três novos membros irão reforçar a tripulação que ganhou a primeira edição da The Ocean Race Europe, em Junho de 2021. Do Reino Unido, Olly Young e Rob Bunce navegarão novamente, enquanto que Willy Altadill, de Espanha, partilhará o papel de watch captain com Stu Bannatyne.

De Portugal, os velejadores olímpicos Mariana Lobato e Bernardo Freitas competirão em casa pelo troféu de vela mais cobiçado em Portugal.

Regresso dos velejadores portugueses Mariana Lobato e Bernardo Freitas

O velejador Bernardo Freitas, que representou Portugal nos Jogos Olímpicos de Londres em 2012, e navegou à volta do mundo na Volvo Ocean Race de 2017-18, regressará no importante papel de táctico. Desde que conquistou a vitória a bordo do Racing for the Planet, na regata The Ocean Race Europe em 2021, Bernardo tem sido vitorioso em várias regatas, incluindo o recente Troféu Xacobeo na classe dos 6m.

Mal posso esperar para voltar ao barco para participar na ‘A Thousand Mile Race’ com o Jack [Bouttell] como o novo skipper. O Jack é um velejador brilhante e vai ser um skipper ainda melhor“, afirma Bernardo Freitas.

Mariana Lobato, a única velejadora da tripulação a estar a bordo do Racing for the Planet, é também atleta olímpica, tento representado Portugal nos Jogos Olímpicos de Londres de 2012. Mariana Lobato, esteve a bordo do Racing for the Planet na sua vitória na The Ocean Race Europe 2021.

Desde que levantou o troféu The Ocean Race Europe, tem competido noutras grandes regatas e conquistou o 2º lugar na Women’s Sailing Champions League em Outubro de 2021.

Para Mariana Lobato, “o Mirpuri Foundation Sailing Trophy é o grande evento de vela do nosso país e que ganhámos dois anos seguidos. É exactamente este tipo de pressão sob a qual todos nós gostamos de competir e eu mal posso esperar para tentar atingir três vitórias seguidas“.

Embora uma vitória seja importante para a equipa, ser bem-sucedido também traz atenção vital para a nossa mensagem crítica de sustentabilidade sobre as alterações climáticas“, acrescenta Paulo Mirpuri.

Agenda do Mirpuri Foundation Sailing Trophy 2022

  • 1 de Julho – Abertura da Race Village
  • 3 de Julho – Início da regata offshore ‘A Thousand Mile Race’, com um percurso de 1.000 milhas náuticas – Cascais – Ilha de Porto Santo (Madeira) – Cascais
  • 7 – 10 de Julho –Maxi Yachts (Cascais)
  • 9 – 10 de Julho – NHC, ORC, Clássicos, Optimist, SB20 e 6m
  • 10 de Julho – Cerimónia de Entrega de Prémios

Mirpuri Racing Team