Início Mod. individuais BTT

Superprestígio XCO 2022: Selecção Nacional domina prova em Caparroso

28
Superprestígio 2022 - Caparroso - Pódio Júnior M

A selecção nacional de Cross Country Olímpico (XCO) teve um dia em cheio na prova do Superprestígio, em Caparroso, Espanha.

No masculino, Artur Mendonça conquistou a vitória, com Guilherme Barros a ser segundo.

No feminino, a vitória foi para Mariana Líbano, com Marta Carvalho e Beatriz Sousa a completarem o pódio.

Os corredores júniores da selecção nacional de Cross Country Olímpico (XCO) disputaram hoje a prova de categoria C2 UCI do circuito Superprestígio, em Caparroso, na região de Navarra, em Espanha, nos sectores masculino e feminino.

Os primeiros a entrar em prova foram os júniores masculinos, com Artur Mendonça a vencer, completando a prova em 1h00s53 na frente do colega Guilherme Barros, que terminou com uma diferença de 25 segundos. Tomás Gaspar foi quinto, a 1m17s, e Rafael Sousa concluiu a prova na nona posição, a 2m14s.

No sector feminino as corredoras portuguesas dominaram por completo a prova, ocupando os quatro primeiros lugares da classificação final.

Mariana Líbano foi a vencedora, tendo concluído a prova em 53m38s. Marta Carvalho foi segunda, a 2m56s, e Beatriz Sousa fechou o pódio em terceiro, a 3m36s. Íris Chagas terminou a prova logo de seguida, na quarta posição, a 4m07s.

O seleccionador nacional de BTT, Pedro Vigário, mostrou-se satisfeito com o resultado em ambos os sectores, destacando que os objectivos a que se propuseram foram cumpridos.

Os atletas cumpriram com aquilo que lhes foi pedido, seguindo todas as instruções dadas. Os júniores masculinos fizeram uma boa prova e conseguimos testar algumas situações de corrida, o que é importante para o desenvolvimento e evolução deles enquanto atletas.

No caso das júniores femininas, foi-lhes pedido o máximo de empenho na corrida, objectivo esse que foi totalmente cumprido.

De realçar ainda que estas provas têm também como propósito criar hábitos de alto rendimento e incutir aos jovens corredores a exigência e rigor necessários para quando estão em representação da selecção nacional, um objectivo que também conseguimos alcançar”, explicou Pedro Vigário.

FP Ciclismo