Início Mod. colectivas Andebol

Andebol: Desfecho dos 16 avos de Final da Taça Feminina

62
Taça Feminina - Andebol 2021 - 16 Avos Final

Este sábado o andebol feminino centrou as atenções nos 1/16 de Final da Taça de Portugal e já é conhecida a maioria das equipas que garantiram um lugar na próxima fase da competição.

Houve poucas surpresas, com as equipas que partiam como favoritas a seguirem em frente, à excepção do SIM Porto Salvo, que foi eliminado pelo JAC Alcanena, da II Divisão.

O Colégio de Gaia Toyota derrotou o ABC UMinho, em casa, e superou a eliminação precoce da época passada, precisamente nesta fase da prova.

O jogo entre gaienses e minhotas revelou um forte equilíbrio até perto dos 15 minutos, altura em que a turma orientada por Paula Marisa Castro alcançou três golos à maior (9-6).

Apesar de alguma oscilação do marcador, a vantagem pertenceu sempre ao Colégio de Gaia Toyota, que conseguiu mesmo chegar aos quatro golos de diferença na reta final da primeira parte, que se mantiveram após o apito para o descanso (18-14).

Logo após o reatar de partida, o ABC UMinho viu o adversário apontar um parcial de 2-0 e garantir a maior margem até então e não foi capaz de anular as investidas gaienses na etapa complementar.

Aos 45 minutos registavam-se os mesmos seis golos de vantagem (27-21), que permitiram ao emblema de Vila Nova de Gaia gerir o jogo de forma mais tranquila. No final, o marcador assinalava 32-27.

Nos outros jogos entre equipas do Campeonato da 1ª Divisão Feminina: o Maiastars deixou pelo caminho o CJ Almeida Garrett, com muitas dificuldades (33-34); o SL Benfica eliminou o ND Santa Joana Maia ao vencer por 20-34; e o atual detentor do troféu, Madeira SAD, derrotou a ADA São Pedro do Sul por 21-23, num jogo em que até estava em desvantagem ao intervalo (11-10).

O duelo entre o JAC Alcanena e o SIM Porto Salvo, que subiu esta temporada ao Campeonato 1ª Divisão Feminina, acabou por demonstrar uma superioridade do emblema da divisão inferior durante grande parte da partida, que já tinha, ao intervalo, uma vantagem de três golos (15-12).

Apesar de o conjunto de Porto Salvo ter dificultado mais a tarefa do adversário no segundo tempo, a derrota não foi evitada e ficou fechada em 29-28, tornando-se, assim, a primeira equipa do principal escalão a ser afastada da prova por uma equipa da II Divisão, esta temporada.

Quanto aos jogos entre equipas de divisões diferentes: o Alavarium Love Tiles justificou o favoritismo e eliminou o Cister SA por 14-32; o CS Madeira não teve dificuldades em ultrapassar o C. Benfica Castelo Branco (14-33); também a Juve Lis segue em frente após vencer o AC Coimbra por 17-33; e o CA Leça deixou pelo caminho o AA Didáxis A2D (18-29).

Nas restantes partidas, entre formações que militam nas divisões inferiores: o AC Vermoim/Ondarev recebeu e venceu o CA Caminha por 28-12, depois de ter recolhido aos balneários com apenas dois golos sofridos e 14 marcados; o CDE Gil Eanes foi até Gondomar derrotar o EA Beira Douro por 17-29; o ARE Porto Alto também garantiu um lugar na próxima fase ao eliminar o C. Vela Tavira (21-15) e o AC Lusitanos venceu o AC Cacém, por 21-17.

FP Andebol