Início Mod. individuais Automobilismo

SuperCars 2021: Dupla britânica vence segunda corrida em Portimão

103
SuperCars 2021 - Portimão

A dupla britânica Edward Moore/Marmaduke Hall (Ginetta G55 GT4), da equipa Tockwith Motorsport, triunfou, este domingo, na segunda corrida da terceira jornada da SuperCars Endurance Series, no Autódromo Internacional do Algarve (AIA), em Portimão, ao superar Gustavo Moura e Luís Cidade, no Hyundai Elantra N TCR da equipa P&B Racing, por uma diferença de 7.749s.

Moore e Hall, com um ritmo muito forte, ascenderam à liderança no final da primeira parte da corrida de 45 minutos, pouco antes da troca de pilotos, para depois consolidarem a sua vantagem.

A vitória teve um sabor especial para os britânicos, que se debateram com problemas mecânicos na sexta-feira e só o trabalho extra da equipa, até altas horas da madrugada, ‘recuperou’ o Ginetta.

E depois do segundo lugar conquistado na corrida de sábado, seguiu-se a vitória no dia seguinte.

Foi fantástico conseguir ganhar, depois dos problemas na sexta-feira. Há dois anos que não conduzia este carro, e a última vez tinha sido aqui, em Portimão, mas readaptei-me bem e ainda travei uma luta interessante com o Nicolas Pino. Este é um dia muito feliz para nós”, declarou Edward Moore.

Em termos absolutos, a maior oposição do Ginetta surgiu da dupla portuguesa e grande dominadora da categoria TCR, Gustavo Moura/Luís Cidade, que saiu deste fim de semana no circuito algarvio com uma vitória absoluta e um segundo lugar na geral, além de duas vitórias entre os TCR.

Foi uma jornada muito positiva, que até nos permitiu passar para o primeiro lugar do campeonato por equipas. O objectivo era sempre a geral, mas se ontem [sábado] o alcançámos, hoje não deu para mais.

De qualquer modo, vencemos por duas vezes a categoria e há que dar os parabéns à equipa P&B, que nos entregou um carro espectacular. Agora, há que pensar em Jerez…”, declararam Moura e Cidade.

A dupla Pedro Silva e Jorge Silva, no Audi RS3 LMS da Veloso Motorsport, foi outra das grandes animadoras da corrida, nunca dando tréguas aos pilotos do Hyundai Elantra e o quarto lugar final e terceiro da categoria TCR parecia assegurado, mas a quebra de um semi-eixo deitou tudo a perder, a três voltas do fim.

No pódio absoluto (e segundo TCR) terminou Daniel Teixeira, com o CUPRA León, que fez os possíveis para somar o máximo de pontos na sua categoria.

Tentei minimizar os danos e concluir em segundo, de modo a depender apenas de mim para poder sagrar-me campeão. O Gustavo e o Luís estiveram mais fortes.

Agora, em Jerez, procurarei inverter o rumo dos acontecimentos, pois cheguei ao Algarve na frente do campeonato e saio de cá em segundo…”, referiu o piloto da JT59 Racing Team.

José Carvalhosa e o jovem chileno Nicolas Pino, no Porsche 981 Cayman da GJG, voltaram a ser os segundos da categoria Pro (ganha pela dupla vencedora da corrida à geral), algo que deixou o primeiro radiante.

O Nico é muito bom piloto, fez um excelente arranque e entregou-me o carro, que estava excelente, numa boa posição e eu cumpri o objectivo, que era levá-lo até ao fim”.

Mais discreto esteve o McLaren 570s da SMC Motorsport e no final Gonzalo de Andrés fazia questão de explicar.

Desde o início que sentimos um problema na direcção e isso obrigou-nos a adoptar um ritmo mais moderado para somar pontos no campeonato”.

O lituano Andrius Zemaitis (Porsche 981 Cayman) garantiu, tranquilamente, mais um triunfo na categoria Bronze, face ao francês Pierra Arraou (Audi R8), enquanto entre os GTC, categoria em que Francisco Gonçalves (Lotus Exige) foi forçado a desistir logo na fase inicial da corrida, a dupla Jemma Moore/Paulo Sousa (Ginetta G50) assegurou, sem sobressaltos, o primeiro lugar.