Início Mod. individuais Ciclismo

Mundial de Pump Track: Eddy Clerte e Aiko Gommers sagram-se campeões do mundo em Lisboa

79
Pump Track 2021 - Lisboa - Pódio Conjunto

Eddy Clerte (França) conquistou o título mundial de Pump Track, no Parque das Nações, em Lisboa, sem dar qualquer hipótese aos adversários.

No feminino destacou-se Aiko Gommers (Bélgica) que destronou a campeã do mundo Payton Ridenour (EUA).

A qualificação que se disputou ontem seleccionou os melhores atletas de cada sector (masculino e feminino) para disputarem as finais do Campeonato do Mundo de Pump Track, que trouxeram a emoção à pista do Parque das Nações, em Lisboa.

No masculino, Eddy Clerte (França) confirmou o favoritismo e destronou o campeão do mundo, Tommy Zula (EUA), que acabaria por terminar na quinta posição e não conseguiu passar às semi-finais.

O francês mostrou a sua força desde início, liderando todas as eliminatórias até à final. Aí, a disputa foi com o alemão Philip Schaub, que parou o cronómetro nos 28s05.

No entanto, Eddy Clerte já tinha feito melhor e, uma vez mais, não desiludiu, batendo Schaub com um tempo de 26s92.

Na luta pela medalha de bronze estiveram Thibault Dupont (França) e Niels Bensink (Países Baixos). O francês acabaria por conseguir conquistar o terceiro lugar sem ter de defrontar o adversário, que não estabeleceu o seu tempo devido a problemas físicos.

Aiko Gommers (Bélgica) esteve sempre entre as duas melhores e lutou até ao final para bater a campeã do mundo, Payton Ridenour (EUA). A corredora americana manteve tempos consistentes, próximos dos 30 segundos.

Na final, estabeleceu a sua marca nos 30s10, o que não foi suficiente para impedir Aiko Gommers de conquistar o título mundial, com 29s75.

Christa von Niederhäusern (Suíça) e Merel Smulders (Países Baixos) disputaram a medalha de bronze.

Smulders estabeleceu o seu tempo em 30s35, o que não foi suficiente para impedir que a corredora da Suíça a conseguisse bater, com uma marca de 30s22.

Destaque ainda para o melhor corredor português em prova, João Fidalgo, que chegou até à ronda que seleccionava os 16 melhores corredores.

Fidalgo terminou o Campeonato do Mundo de Pump Track na 30ª posição, com um tempo de 30s22.

De realçar ainda a participação de Mónica Gaboleiro, a única corredora portuguesa a competir nestes campeonatos do mundo. Concluiu na 33ª posição, com 42s45.

FP Ciclismo