Início Mod. colectivas Andebol

ARC Alpendorada é o grande vencedor da Taça Feminina de Andebol

21
ARC Alpendorada - Supertaça Andebol 2021

Equipa orientada por Alexandre Monteiro quebrou a hegemonia do Madeira SAD na prova e conquistou o primeiro troféu da sua história,  por 21-27.

A equipa estreante na prova quebrou uma hegemonia madeirense, que conta já com 21 troféus conquistados da referida competição, e ergueu o troféu pela primeira vez desde a criação do clube, em 1972.

Num início de jogo em que as duas equipas mostraram algum nervosismo e precipitação no momento da finalização, foi o Madeira SAD a entrar melhor, com um parcial de 2-0, concretizado aos cinco minutos, antes do ARC Alpendorada reduzir para 2-1.

A formação estreante na competição ganhou motivação e o primeiro empate (depois do 0-0 inicial) apareceu aos sete minutos, pelas mãos da ponta direita Ana Silva, em estreia pela nova equipa.

A atletas que trocou o Maiastars pelo emblema de Alpendorada foi determinante em todos os momentos chave da primeira parte, tendo apontado o 5-6 aos 17 minutos, na primeira reviravolta do jogo e, mais tarde, após colocar o ARC Alpendorada na dianteira de forma inédita, assinou o 10-13 dentro do último minutos.

Antes disso, Nádia Nunes – guarda-redes do Madeira SAD – ainda levou a melhor sobre a lateral Rita Alves e impediu que o adversário chegasse à maior vantagem registada na partida, algo que acabou mesmo por acontecer.

A margem de três golos com que a formação de Alexandre Monteiro saiu para o descanso teve influência na forma como a equipa encarou os primeiros minutos após o recomeço.

O bom desempenho defensivo, aliado a um pragmatismo no ataque, permitiu ao ARC Alpendorada subir dois degraus que ainda não tinha subido: primeiro chegou aos quatro golos à maior (11-15) e, mais tarde, aos cinco golos (12-17), para desespero do técnico insular António Florido.

A 10 minutos do final, a turma de Alpendrada, que contou com um forte apoio dos adeptos nas bancadas do Pavilhão Cidade de Viseu, conseguiu mesmo aumentar a margem para seis golos (16-22), pelas mãos da central Sara Brás, após um boa penetração aos seis metros.

Foi uma questão de tempo até o triunfo ser confirmado e coroar o ARC Alpendorada como vencedor inédito da Supertaça Feminina. Ana Silva foi a melhor marcadora do encontro com nove golos apontados.

FP Andebol