Início Mod. individuais Ralicross

RX Portugal 2021: Resumo de um Domingo de chuva em Montalegre

7
RX Portugal 2021 - Montalegre

A chuva marcou o dia em Montalegre e proporcionou espectáculo acrescido naquela que foi a última prova antes da paragem de Verão.

Igual a si própria, a região de Montalegre apresentou-se com o seu tradicional tempo instável, com chuva e até mesmo com a nebulosidade a acabar por envolver o alto em que o Circuito Internacional de Montalegre se situa.

Ainda assim, os pilotos do RX Portugal by Diatosta não se deixaram influenciar pelas condições climatéricas e acabaram mesmo por oferecer um espectáculo ainda mais emocionante, com vários desaires e animadas lutas pelas melhores posições, estas em particular nos muito concorridos e disputados Super 1600.

Isto, apesar do estado da pista ter obrigado os pilotos a mestria extra.

Prova disso, foi a reviravolta na qualificação após a quarta corrida de apuramento face ao dia de ontem, com João Ribeiro a saltar de quarto para primeiro, Joaquim Machado a subir igual número de posições para ser segundo e Nuno Araújo a cair de líder para terceiro.

Isto sem esquecer Jorge Machado que começou o dia em segundo e foi para as meias-finais em quinto.

Mas como só isso não bastava, as meias-finais acrescentaram um novo nível de emoção. Logo na primeira, Mário Teixeira ficou imóvel à boca da recta da meta, com Tiago Ferreira e Leonel Sampaio a ficarem também pelo caminho.

Já na segunda, foi Carlos Carvalho quem acabou por não ver a bandeira de xadrez. Já na Final, emoções fortes logo à saída da Curva 1, com António Sousa, segundo da grelha, a sofrer uma saída de pista, que foi determinante para o desfecho do seu fim-de-semana com a última posição.

Enquanto isso, e com menos um rival com que se ver, João Ribeiro, terceiro à partida, logrou a vitória com uns confortáveis 3,971s de vantagem sobre Jorge Machado, que largou da sexta posição da grelha.

A fechar o pódio ficou Joaquim Machado, enquanto Sérgio Dias não conseguiu tirar o melhor partido da pole-position e terminou em quinto, atrás de André Sousa.

Campeão Gonzaga assina segunda vitória consecutiva

Num dia que de Verão teve absolutamente nada, os pilotos do Campeonato de Portugal de Kartcross by Diatosta viram as condições climatéricas fazerem das suas.

O início desta manhã de domingo trouxe consigo o mau tempo, com a chuva e nebulosidade a assumirem papel preponderante ao longo de toda a jornada.

De tal forma que, após a terceira corrida de qualificação, a ordenação dos pilotos era bem diferente que aquela com que se tinha terminado o dia de sábado.

Os líderes Santinho Mendes e Pedro Rosário caíram várias posições na geral, mas a derradeira qualificação acabou por repor um pouco a ordem, com Mendes a regressar à primeira posição e Rosário a assumir o quarto posto, isto enquanto Jorge Gonzaga subir uma posição para ir para as meias-finais em segundo e Tiago Freitas a chamar a si o terceiro lugar depois de algum sobe e desce.

RX Portugal

Artigo anteriorTaça DHI 2021: José Borges vence última prova, Gonçalo Bandeira conquista o título
Próximo artigoFórmula E 2021: Tudo em aberto para a dupla jornada final no e-Prix de Berlim