Início Mod. individuais Ciclismo

Volta ao Alentejo 2021: ‘Alentejana’ começa em Reguengos de Monsaraz

38
Volta ao Alentejo 2021

A 38ª Volta ao Alentejo em Bicicleta / 1º Grande Prémio CMTV começa já esta quarta-feira, 23 de junho, em Reguengos de Monsaraz. Entre Reguengos e Évora, onde a prova vai terminar no domingo, serão percorridos 819 quilómetros.

Um pelotão de 124 ciclistas vai percorrer os territórios do alto, baixo, litoral e Alentejo central com organização CIMAC – Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central e Podium Events.

A caravana da Volta concentra-se no Parque da Cidade, em Reguengos de Monsaraz, às 9h15, para dar a conhecer as 18 equipas que participam no evento que, entre outros, será acompanhado de perto pelos órgãos de comunicação social do Grupo Cofina, parceiro desta organização que vem ampliar, ainda mais, a exposição mediática do evento.

A televisão líder do cabo, a CMTV, vai estar em directo nas partidas e chegadas da ‘Alentejana’.

A etapa inaugural, que vai ligar Reguengos de Monsaraz a Beja, terá partida às 10h45 e neste primeiro dia de competição com 194,5 KM haverá Metas Volantes em Mourão, Moura e Mértola. O final, na Rua 1º de Maio junto ao Complexo Desportivo Fernando Mamede, em Beja, está previsto para pouco antes das 16 horas.

As Camisolas

Ao longo dos cinco dias de prova, vão estar em discussão quatro classificações e outras tantas camisolas de líder. A mais desejada, a ‘Amarela’ Sociedade Ponto Verde, será entregue todos os dias ao corredor melhor classificado no somatório de tempos de cada etapa.

Tal como indica o nome do principal patrocinador da prova, a reciclagem será o mote desta edição e daí o slogan da CMTV “Sustentabilidade sobre Rodas”.

A Classificação Geral Por Pontos terá como símbolo a Camisola Verde Crédito Agrícola, enquanto a Classificação Geral da Montanha terá este ano uma cor totalmente distinta; será a Camisola Preta E-Redes. O Prémio da Juventude será representado pela Camisola Branca F-Gil.

Entre as 18 formações participantes, destacam-se as figuras do ciclismo nacional, mas Espanha, cuja nacionalidade, além da portuguesa, mais vezes tem ganho a prova, estará representada com quatro equipas. Há ainda formações vindas da África do Sul e Suíça.