Início Mod. individuais Surf

Mundial de Surf 2021: Yolanda Sequeira foi rainha no 3º dia em El Salvador

7
Yolanda Sequeira - Surfista

O terceiro dia de competição do Mundial ISA de El Salvador (ISA World Surfing Games) foi de grandes feitos e alguns desgostos, com a ex-campeã nacional Yolanda Sequeira a tornar-se o destaque do dia e do campeonato até ao momento e, no campo oposto, Frederico Morais e Carolina Mendes a serem relegados para as repescagens, onde já se encontra Miguel Blanco, se bem que sem competir nesse percurso.

Pelo meio, Vasco Ribeiro ganhou o seu heat da terceira ronda de qualificação, cimentando o estatuto de grande figura do surf internacional, e Teresa Bonvalot, num heat renhido, também a passar a terceira ronda de qualificação feminina e na corrida pela desejada vaga olímpica.

Recordamos, aliás, que há 5 vagas olímpicas para os homens e 7 vagas para as senhoras em jogo nesta prova da International Surfing Association.

Mas falemos de Yolanda Hopkins Sequeira. A surfista algarvia destruiu duas ondas do seu heat, somando um 6.17 (onda com apenas uma manobra) e um 9,60, a onda mais pontuada de todo o campeonato. Mais que isso, Yolanda fê-lo num heat que estava a ser dominado pela sete vezes campeã mundial Stephanie Gilmore, australiana lenda do surf mundial, e pela italiana nascida na Austrália, Claire Bevilacqua, outra surfista que já fez carreira notável no World Tour.

Yolanda relata este bocadinho de história na primeira pessoa.

Comecei o heat a tentar não me focar na Steph, queria apenas fazer o meu surf. Fiz logo uma onda que nem era grande coisa, mas depois, na segunda, acertei uma manobra boa. Já tinha visto heats anteriores e sabia que estavam a pontuar manobras mais agressivas, pelo que quando entrou mais uma, grande e limpa, pensei que ia ‘com tudo’.

Encaixei uma primeira manobra e quando ia a descer, vi que ainda dava outra e ataquei o ‘lip’ de novo. Quando vinha a descer só pensava ‘não caias, não caias’ e consegui.”

No final, David Raimundo fez um balanço positivo de uma jornada emocionante.

O dia acaba por ser positivo pois conseguimos colocar três atletas na ronda seguinte da qualificação. Perdemos o Kikas e Carol para as repescagens em dois heats que podiam ter caído para o nosso lado, mas o mar subiu muito e tornou-se difícil de competir. No fim, o Vasco, Teresa e Yolanda passaram e é isso que temos que celebrar.

Amanhã o campeonato chega a meio e vamos começar a entrar na fase decisiva. Muitas coisas começam a definir-se mas há caminho longo até o objetivo final, a qualificação olímpica.

FP Surf

Artigo anteriorCNTT 2021: Calor algarvio marcou 2ª ronda do campeonato
Próximo artigoSupercars Endurance: Gustavo Moura corre com o novo Elantra N TCR