Início Mod. colectivas Andebol

Portugal e Alemanha medem forças este Sábado para os play-off do Mundial

16
Selecção Feminina de Andebol

A contagem decrescente para a primeira batalha no Play-Off de acesso ao Campeonato do Mundo 2021 já começou e ambição e motivação são duas palavras bem presentes do seio da Selecção Nacional A Feminina, que procura uma inédita qualificação para uma grande competição de cariz global.

A Alemanha dispensa apresentações; foi campeã mundial em 1993, medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Barcelona, em 1992, e vice-campeã europeia em 1994. Um estatuto diferente, mas que não assusta as atletas portuguesas, nem o Seleccionador Nacional, uma vez que o foco está em atingir um feito histórico, que está à distância de dois jogos, um patamar em que, inclusive, Portugal nunca tinha estado.

“Quando as jogadoras tem pela frente uma missão nunca alcançada no andebol feminino em Portugal, obviamente que o nível de motivação delas tem que estar altíssimo.

Quando eu fui contratado há uns anos, foi-me pedido para tentar aproximar Portugal das grandes potências, de forma a que, passado alguns anos, nós pudéssemos lutar pela entrada nas grandes competições.

A década passada foi marcada pelo afirmar das Selecções jovens portuguesas na maior parte das competições internacionais, portanto, essas jogadoras que participaram em Europeus e Mundiais jovens, estão nesta altura a chegar à afirmação da sua carreira e nós trabalhamos para, agora que estamos mais perto das melhores, podermos dar o salto, afirmarmo-nos e chegar a uma grande competição, porque é isso que procuramos há alguns anos e nunca estivemos tão perto como agora.

Nós acreditamos que será desta vez, sabemos que temos pela frente uma Selecção fortíssima que, fisicamente, é muito maior e com muito mais peso do que nós, mas também temos outras armas que podemos explorar” , afirmou o seleccionador Ulisses Pereira.

Mónica Soares, 40 vezes internacional por Portugal, começa por salientar a dimensão na qual este Playoff está inserido na história do andebol feminino português e transmite a confiança das companheiras.

“São dois dos mais importantes jogos que alguma vez tivemos e queremos muito isto. Todas temos noção do grau de importância e dificuldade associados, pode correr tudo muito bem como também pode correr tudo mal, mas estamos aqui e vamos dar 200% para que consigamos ganhar”, referiu a lateral de 26 anos.

O Seleccionador Nacional abordou ainda a questão das ausências de algumas jogadoras influentes do lado alemão, devido às condicionantes inerentes à pandemia e também a lesões, mas não acredita que seja um ponto a favor de Portugal, lembrando que há, igualmente, baixas importantes do lado português, das quais salienta Joana Resende e Patrícia Rodrigues, por lesão, e ainda Diana Oliveira.

A preparação que tem vindo a ser feita ao longo da semana e as condições e métodos de trabalho demostrados, dão confiança ao líder máximo da Selecção Nacional.

“O estágio não podia estar a correr melhor; até ao momento, todas as condições logísticas estão perfeitas, as jogadoras chegaram com um pensamento bastante positivo e optimista, mas acho que à medida que a semana foi avançando foram ficando cada vez mais confiantes, a crença e o acreditar de cada uma das jogadoras é super-importante.

Estivemos a trabalhar e à medida que vamos conhecendo os pontos fortes e os pontos fracos da Alemanha, fomos mostrando isso ao longo da semana, elas foram percebendo quais são as estratégias para ultrapassar a equipa alemã e, até ao momento, tem tudo corre exatamente como tínhamos planeado. Só posso estar contente com tudo o que aconteceu até hoje nestes dias de estágio”, afirmou.

Também a jogadora do CB Porriño, de Espanha, salienta o ambiente positivo que envolve o grupo, neste momento, e diz que a Selecção Nacional merece ser feliz.

“Se há estágio em que estamos mais motivadas do que nunca, é este. É uma oportunidade única de irmos ao Mundial e todas nós queremos muito que isso aconteça.

Eu também já ando aqui há muito tempo, tal como a maior parte da equipa, já sonhamos com isto há mesmo muito tempo, com Mundiais e Europeus e até agora não conseguimos e é o nosso momento de fazer história, literalmente, e sermos felizes, porque merecemos, lutámos tanto e vamos dar tudo.

Estamos super-motivadas, existe sempre uma pequena pressão e vem de nós próprios, porque queremos ganhar”, afirmou.

Calendário – Play-Off Campeonato do Mundo 2021

17.04.2021 – 20h30 – Portugal : Alemanha, Canal 11
20.04.2021 – 16h30 – Alemanha : Portugal, Canal 11

FP Andebol