Início Mod. colectivas Futebol

Benfica: Jorge Jesus admite utilizar a tática dos 3 centrais

10

O treinador do Benfica, Jorge Jesus, admitiu este Sábado que pode utilizar a tática de 3 centrais no desafio frente ao Sp. Braga, marcado para o próximo Domingo.

Em conferência de imprensa de antevisão, o técnico dos “encarnados” admitiu que já dez esta alteração à dinâmica da equipa, pelo menos, por 4 vezes.

“A tática dos 3 centrais é uma possibilidade que se pode colocar; não será a primeira, nem a segunda, nem a terceira vez; este ano já jogamos assim; se jogar o Jan Vertonghen, o Nicolas Otamendi e o Lucas Veríssimo é fácil perceber que são 3 defesas no corredor central, mas podem entrar outros jogadores”, referiu Jorge Jesus.

De facto. o Benfica jogou com 3 centrais no Estádio do Dragão (empate 1-1 com o FC Porto) e foi Julian Weigl que jogou no corredor central, mas também convém dizer que nessa altura não havia Lucas Veríssimo, que entrou só no Mercado de Inverno.

Aliás, desde que o central brasileiro entrou, a defensiva da equipa melhorou (tem 17 tentos sofridos, mais 6 que o líder Sporting), mas Jorge Jesus desvaloriza tal situação: “Não teve só a ver com a entrada do Lucas Veríssimo, teve também a ver com a melhoria global da equipa em termos de treino e que fez com que nos últimos jogos não tenha sofrido golos”.

Sobre o adversário no encontro do próximo Domingo, Jorge Jesus lembrou que o Sp,. Braga “é um rival forte, com o qual o Benfica já jogou duas vezes esta época e não conseguiu ganhar, apesar de uma delas, nas meias-finais da Taça da Liga, ter coincidido com o período em que fomos fustigados por um surto de covid-19″.

Ainda assim, o técnico do Benfica disse ter “a certeza”de que o Sp. Braga vai apertar a equipa nalguns momentos e esta terá de ter capacidade para aguentar e fazer a mesma coisa a um adversário sobre o qual tem hoje mais conhecimento do que nas duas derrotas anteriores”

“O facto de o Sp. Braga ter vencido esses dois jogos, se calhar, é melhor para nós, porque há dois consecutivos que não ganhamos, portanto, podemos corrigir algumas coisas que não fizemos tão bem nesses jogos. É nisso que estamos a apostar, no nosso conhecimento do rival, para domingo ganhar em Braga”, acrescentou Jorge Jesus.

Sobre a formação, segundo os últimos relatos uma das “bandeiras” de Luís Filipe Vieira para a próxima época, o treinador referiu que é “importantíssima em todos os clubes e também no Benfica, que tem história de lançar jogadores que são mais-valias financeiramente”.

No entanto, “não há um João Félix todos os dias, e há que colocar em campo jogadores experientes, mas não é a minha ideia, tomara eu que o Benfica para o ano possa ter dois, três ou quatro jogadores para jogar na primeira equipa, isso é bom sinal; tirando exceções como o João Félix, que quando saiu da equipa B foi logo titular no Benfica, isso só acontece com dois ou três jogadores em cada equipa; eu sou como todos os treinadores, gosto de lançar jovens, não há nenhum que não goste”.

O Benfica chega ao Minho esta noite, onde amanhã defronta o Braga, a partir das 20h00 (hora de Portugal Continental) no Estádio Municipal de Braga, na cidade dos arcebispos.

Artigo anteriorSp. Braga: Carlos Carvalhal quer jogar com o Benfica “olhos nos olhos”
Próximo artigoPaços de Ferreira vence Moreirense e fica a um “passo” da Europa