Usain Bolt envolto em polémica num evento que decorre na Austrália

Usain Bolt envolto em polémica num evento que decorre na Austrália

O atleta jamaicano participou e venceu a corrida que está na origem da polémica que "invadiu" o Nitro Athletics, prova de Atletismo que decorre na Austrália

44
Usain Bolt

O atleta jamaicano Usain Bolt venceu, esta 6ª Feira, uma corrida que está envolta em polémica e que pode marcar negativamente o Nitro Athletics, prova de Atletismo que decorre na Austrália.

O evento, que decorre durante 3 dias (começou na passada 5ª Feira e vai terminar no Sábado), junta atletas de diferentes especialidades que lutam por uma única classificação, à semelhança do que acontece na Taça do Mundo por nações, que decorre anualmente no Verão.

No Estádio Lakeside, em Melbourne (Austrália), a equipa All Stars (inclui atletas da Jamaica, Estados Unidos e Quénia) disputa o “estrelato” com as selecções nacionais da Austrália, Inglaterra, Nova Zelândia, Japão e China.

A polémica aconteceu na corrida 4x100m mistos, quando Jack Hale falhou a transmissão do testemunho para Fabrice Lapierre, o que levou à desclassificação da Austrália nesta prova.

Como são 6 equipas a disputar o evento, a Austrália devia ter recebido 40 pontos (é o que recebem os atletas que ficam em 6º lugar), mas em vez disso recebeu 10 pontos negativos, o que altera por completo a classificação final ao fim do dia.

Com os 40 pontos, os australianos ficavam em primeiro lugar, com um total de 945 pontos, mais 15 pontos que a equipa All Stars, mas com a penalização passa para 2º lugar, com menos 35 pontos que as “estrelas”.

No fim das provas desta 6ª Feira, Bolt afirmou em conferência de imprensa, que tinha ficado com a ideia que mesmo com os 40 pontos dados à Austrália, os All Stars continuariam na liderança do evento.

Mas ao conhecer a desclassificação, mudou o discurso, dizendo que “ainda não sabemos o que se passou, não sei se ganhámos a noite, por isso tenho de falar com os organizadores e descobrir o que se está a passar”

“Não gosto muito deste tipo de eventos, no entanto convidaram-me para abrilhantar um evento e não podia faltar; não estou na melhor forma, mas corro, e como esta deve ser a minha última época tenho de dar o meu melhor em todas as provas”, disse também Usain Bolt.

À partida para o último dia de provas, que têm pontuação a dobrar, a China está em 3º lugar da classificação geral com 855 pontos, mais 5 pontos que a Inglaterra (que é 4º classificada).

As últimas posições são ocupadas pela Nova Zelândia e pelo Japão, que apesar uma nação especialista no Atletismo, as provas de velocidade e de meio-fundo não são de todo a sua “praia”.