PyeongChang 2018: Os primeiros Jogos digitais de sempre na Europa

PyeongChang 2018: Os primeiros Jogos digitais de sempre na Europa

Eurosport e Discovery garantem a maior cobertura de sempre das Olimpíadas de Inverno PyeongChang 2018.

32
PyeongChang 2018 - Eurosport

A exactamente um ano do início de PyeongChang 2018, a Discovery Communications e o Eurosport assinalam a data com a revelação da estratégia editorial para os Jogos Olímpicos de Inverno. O Eurosport compromete-se a fazer ainda mais para oferecer a ‘Suprema Experiência de Espectador dos Jogos Olímpicos’, permitindo-lhe a visualização de todos os momentos, a partir de todos os ângulos, ligando toda a gente, ao longo da competição e em todas as plataformas.

Aproveitando a experiência incomparável do Eurosport na cobertura de desportos olímpicos ao longo de todo o ano, a Discovery fará chegar os Jogos Olímpicos a mais pessoas e a mais ecrãs, através dos canais de televisão Eurosport e dos seus serviços digitais em 50 mercados.

Para os Jogos Olímpicos de Inverno, o Eurosport transmitirá mais de 100 eventos em directo e em on-demand, proporcionando acesso em qualquer dispositivo e a qualquer momento. Isso fará de PyeongChang 2018 os Jogos Olímpicos mais digitais de sempre no território europeu, dado que garante a cobertura de cada momento de acção para os espectadores, criando igualmente uma forte relação com os sites digitais propriedade da Discovery (incluindo o Eurosport.com) e com as redes sociais.

“O nosso compromisso de redefinir a experiência dos telespectadores nos Jogos Olímpicos e promover uma maior relação com as pessoas em toda a Europa, é um objectivo ousado que pretendemos cumprir e até superar. Tendo essa motivação, a Discovery partilha muitos dos valores representados pelos Jogos Olímpicos, e estamos entusiasmados por poder contar essas fascinantes histórias de ambição, sacrifício e superação”, afirmou JB Perrette, Presidente e CEO da Discovery Networks International.

“A Discovery e o Eurosport continuarão a viver de acordo com os estatutos de inovação no sector, e preencherão um vazio que existe para os Jogos Olímpicos, cobrindo cada momento, a partir de todos os ângulos e ligando a toda gente”.

“Numa altura que começa a contagem decrescente para PyeongChang, arrancamos em força, graças à nossa própria experiência e a trabalhar com os melhores parceiros na Europa, que partilham a nossa visão”.

Peter Hutton, CEO da Eurosport, afirmou que vão oferecer aos fãs “algo verdadeiramente diferente: a possibilidade de seguir cada herói local, de cada desporto e a cada momento que lhes interesse”.

“Temos o prazer de revelar a estratégia editorial que vai dar vida a isso, e nos permitirá fazer de PyeongChang 2018 os primeiros jogos digitais de sempre na Europa”.

“Oferecer cada momento dos Jogos Olímpicos é essencial dada a expectativa dos fãs e do compromisso do Eurosport com o desporto em directo. Uma marca da nossa ambição é que iremos ainda mais longe do que qualquer outro canal, através de um acesso exclusivo, no local, e uma estratégia de conteúdo formada em torno dos pilares: Directo, Inovação, Lado Humano e Envolvência”.

Estratégia Editorial para Todos os Ecrãs: Contar histórias Olímpicas ao longo de todo o ano.

No caminho rumo aos Jogos e mesmo durante a competição, o conteúdo olímpico do Eurosport abrangerá histórias, comuns e menos comuns, centradas em torno dos seguintes pilares:

Directo: cobertura inigualável de cada momento dos Jogos e das modalidades olímpicas durante todo o ano.

Inovação: utilização da mais recente tecnologia, como a Realidade Virtual e Realidade Aumentada, para atrair públicos novos e mais jovens.

Lado Humano: narrativa envolvente sobre as maiores personalidades, contada pelos melhores especialistas, de maneira a aproximar ainda mais os fãs dos seus heróis locais e das pessoas à sua volta.

Envolvência: como PyeongChang será possivelmente um destino menos conhecido para alguns fãs, este conteúdo é dedicado à partilha de experiências sobre a cultura sul-coreana.

O anúncio foi feito no início dos Campeonatos do Mundo de Esqui Alpino, que o Eurosport emite em toda a Europa. Os Mundiais constituem o mais recente marco na estratégia de seguir cada passo dos atletas, ao longo do ano, no caminho para PyeongChang 2018.

Os próximos Jogos Olímpicos de Inverno PyeongChang 2018 serão os primeiros onde o Eurosport assume a posição de nova Casa das Olimpíadas na Europa. A Discovery Communications detém os direitos exclusivos de multimédia em 50 países e territórios na Europa para os Jogos Olímpicos de 2018 até 2024, após o acordo com o Comité Olímpico Internacional, em Junho de 2015.