Hickey abandona Brasil depois de pagar uma fiança de 1,5 milhões

Hickey abandona Brasil depois de pagar uma fiança de 1,5 milhões

Patrick Hickey é acusado de liderar uma rede de revenda ilegal de bilhetes para os Jogos Olímpicos de 2016, mas negou sempre as acusações

71
Patrick Hickey

O ex-Presidente do Comité Olímpico Irlandês, Patrick Hickey, abandonou o Brasil nesta 5ª Feira depois de ter pago uma fiança de 1,5 milhões de reais, segundo fonte próxima do sistema judiciário brasileiro.

Recorde-se que Hickey foi detido a 17 de Agosto, no Rio de Janeiro, acusado de liderar uma rede de revenda ilegal de bilhetes para os Jogos Olímpicos de 2016, que decorreram na cidade brasileira.

O acto ilícito rendeu cerca de 3 milhões de euros, mas Hickey negou sempre as acusações, dizendo que não tem nada a ver com o caso e só está preocupado em tratar os seus problemas cardíacos.

Depois de sair da prisão, a 29 de Agosto, o ex-Presidente do Comité Olímpico Irlandês referiu que “a grande prioridade neste momento é recuperar a saúde o mais rapidamente possível”.

Mesmo não estando preso, Hickey estava proibido de se ausentar do Brasil enquanto decorresse o processo, mas pediu sempre para ir até aos Estados Unidos para consultar alguns especialistas em cardiologia.

Recorde-se que Patrick Hickey, para além de ser Presidente do Comité Olímpico Irlandês, ainda liderava o Comité dos Comités Olímpicos Europeus e era membro do Comité Olímpico Internacional.