Liga dos Campeões: Mónaco elimina Manchester City e Leonardo Jardim faz história

Liga dos Campeões: Mónaco elimina Manchester City e Leonardo Jardim faz história

O treinador português ao serviço do clube monegasco escreve mais uma página brilhante do desporto luso e do futebol francês

33
Liga dos Campeões

O Mónaco venceu os ingleses do Manchester City, por 3-1, em jogo a contar para a 2ª Mão dos Oitavos-de-Final da Liga dos Campeões, disputado esta 4ª Feira no Estádio Louis II.

O jogo decorreu no Principado do Mónaco e foi mesmo digno de príncipes, pois foi muito bom, cheio de emoção até ao último minuto, com múltiplas jogadas de perigo e de fino recorte técnico.

O Mónaco precisava de “virar” a eliminatória e foi a primeira equipa a marcar, por intermédio de Mbappé, logo aos 8 minutos, golo que deu grandes esperanças aos monegascos.

Pouco depois, a equipa orientada por Leonardo Jardim chegava ao 2º tento, apontado pelo defesa Fabinho, jogador brasileiro que já passou pelos espanhóis do Real Madrid.

Ao intervalo, o Manchester City perdia por 2-0 e a eliminatória apesar de empatada a 5 golos estava perdida devido aos golos marcados fora, situação que deixava Pep Guardiola bastante preocupado.

Entre os 45 e os 70 minutos, o clube inglês cresceu e conseguiu reduzir a diferença, com um remate certeiro de Sané, que devolveu a alegria ao técnico catalão, que queria continuar a fazer história, tal como tinha feito com Barcelona e Bayern Munique.

No entanto, aos 77 minutos, Bakayoko marcou o 3º golo do Mónaco e Leonardo Jardim viu-se “obrigado” a colocar em campo João Moutinho para “ganhar” o meio-campo e segurar a preciosa vantagem.

Assim que o árbitro apitou para o final da partida, a festa foi enorme no Estádio Louis II, mas Pep Guardiola (que nunca tinha sido eliminado da Champions antes das Meias-Finais) saiu cabisbaixo e nem cumprimentou Leonardo Jardim.

O Mónaco avança assim para a próxima eliminatória, cujo sorteio está agendado para 6ª Feira, na cidade suíça de Nyon, mais concretamente na sede do organismo que organiza a prova.