Mónaco: Bernardo Silva não guarda rancor nem mágoa de Jorge Jesus

Mónaco: Bernardo Silva não guarda rancor nem mágoa de Jorge Jesus

No entanto, o jogador sente-se triste por não ter sido opção para o actual técnico do Sporting, quando este representava o Benfica

19
Bernardo Silva

O internacional português Bernardo Silva (actualmente ao serviço do Mónaco) disse esta 2ª Feira que não está magoado com Jorge Jesus por ter sido pouco utilizado quando esteve ao serviço do Benfica.

Em declarações à margem da gala Quinas de Ouro, que decorreu hoje no Centro de Congressos do Estoril, o jovem jogador que “não sinto mágoa nem guardo rancor; é verdade que estou um pouco triste com Jorge Jesus, pois queria representar o Benfica como sempre sonhei, mas foi uma época que já passou”.

Bernardo Silva diz também que “representei o Benfica durante 12 anos, desde os 7 aos 19 anos de idade, e o objectivo de cada um era chegar à equipa principal, o que nunca veio a acontecer”, acrescentando que “quando se vêem as oportunidades a passar ao lado, ficamos tristes, mas tomei uma boa decisão e está tudo a correr bem”.

Sobre Rui Vitória, o médio do Mónaco só tem elogios a fazer: “O Benfica de Rui Vitória tem apostado mais na formação e saíram vários jogadores nos últimos dois anos, formados pelo actual treinador; talvez, se tivesse ficado mais um ano no Benfica teria conseguido chegar à equipa principal do Benfica”.

Ao serviço do Mónaco, Bernardo Silva realizou 44 jogos (3290 minutos) e marcou 9 golos, 3 dos quais na Liga dos Campeões, a grande “montra” dos futebolistas no Velho Continente.