Liga NOS: Sporting vence Nacional e Bas Dost já está na liderança...

Liga NOS: Sporting vence Nacional e Bas Dost já está na liderança da Bota de Ouro

O avançado holandês apontou 2 golos ao conjunto madeirense e soma 24 remates certeiros, mais 1 que Leo Messi e Aubameyang

15
Liga NOS

O Sporting venceu o Nacional da Madeira, por 2-0, em encontro a contar para a 26ª Jornada da Liga NOS 2016/2017, disputado este Sábado no Estádio José Alvalade II, em Lisboa.

Depois da goleada aplicada ao Tondela (com um “poker” de Bas Dost), os “leões” queriam continuar na “onda” das vitórias para ficar mais descansado no 3º lugar e tentar uma aproximação a FC Porto e Benfica, pois um deles (ou até os dois) vai perder pontos na próxima ronda.

Como tem acontecido nos últimos jogos em Alvalade, o público correspondeu ao constante apelo de Bruno de Carvalho e compareceu em grande número, dando um colorido diferente às bancadas.

Depois de um período de estudo mútuo, o Sporting mostrou a sua mais valia e chegou ao golo, marcado por… Bas Dost, aos 13 minutos, mostrando que o holandês está mesmo num grande momento de forma.

Pouco depois da meia-hora, o avançado do país das tulipas voltou a fazer o “gosto ao pé” e aumentou o “score” para 2-0, chegando assim aos 24 golos e à liderança da Bota de Ouro (prémio para o Melhor Marcador da Europa).

Bas Dost tem agora 24 golos, mais 1 golo que Leo Messi (Barcelona) e que Pierre-Emerick Aubameyang (B. Dortmund) e mais 2 golos que Andrea Belotti (Torino), embora a equipa serrana já tenha realizado o seu jogo deste fim-de-semana (empate a 2 na recepção ao Inter Milão, mas Belotti ficou em branco).

A liderança ainda podia ser mais dilatada, se o árbitro Jorge Ferreira tivesse validado um golo limpo ao dianteiro holandês, que não estava em fora-de-jogo quando introduz a bola na baliza, depois de um remate de Gelson Martins.

É certo que Bas Dost está para lá de toda a defensiva do Nacional, quando Gelson remata, mas o holandês está fora do campo e quando entra (não precisa de pedir autorização ao árbitro) já tem 2 jogadores entre si a linha final (um em cima da linha de golo e outro ao canto em cima da linha final).

Apesar dos protestos de Jorge Jesus e de todos os adeptos do Sporting, o árbitro Jorge Ferreira consultou o seu auxiliar (que também levantou a bandeira indicando uma irregularidade), e manteve a sua decisão.

A segunda metade do jogo foi fraca e sem grande emoção, pois o Sporting defendeu, geriu a vantagem e deu a iniciativa de jogo ao Nacional, que não teve capacidade de resposta e mostrou que é uma equipa muito fraca, sem argumentos e que provavelmente não vai escapar à terrível descida de divisão no final da época.