Grande Desfile Náutico no Rio Tejo promovido pela Associação Naval de Lisboa

Grande Desfile Náutico no Rio Tejo promovido pela Associação Naval de Lisboa

O Desfile Náutico dos 160 anos da ANL inicia-se às 17h00, sendo visível a partir das margens do Tejo, tendo como ponto central o Padrão dos Descobrimentos

428
Desfile Náutico no Tejo - Associação Naval de Lisboa

É com um grande Desfile Náutico no Rio Tejo que se encerram, no dia 30 de Abril, as comemorações dos 160 anos da Associação Naval de Lisboa. Para a festa do clube mais antigo da Península Ibérica foram convocados diferentes tipos de barcos a remos, à vela e a motor. E ainda algumas surpresas dos céus – em alusão à ligação à aviação. Belém é o epicentro de toda a acção.

Fundado a 30 de Abril de 1856 com o nome de ‘Real Associação Naval’, o clube náutico mais antigo da Península Ibérica e um dos mais antigos da Europa encerra o programa das comemorações dos seus 160 anos com um grande Desfile Náutico no Rio Tejo. A data não podia ser mais simbólica – o próximo Domingo dia 30 de Abril – com toda a acção a decorrer entre as docas de Alcântara (onde se situa a Secção de Remo) e de Belém (onde está localizada a Sede e Secção de Vela e Motonáutica).

Para a grande festa da Associação Naval de Lisboa vão participar, além dos sócios das suas secções, inúmeros convidados. O objectivo é concretizar um dos maiores desfiles náuticos de sempre, com a participação de barcos de todos os tipos e feitios – a remos, à vela e a motor.

Estão assim confirmadas as presenças de clubes de todo o país, incluindo uma equipa de baleeiros da ilha do Pico e ainda formações europeias. Neste âmbito, é de destacar a presença da Marinha Portuguesa – com quem o clube tem desde sempre as mais fortes ligações. Mas, a acção não se esgota apenas na água – do céu estão previstas algumas surpresas pela mão da Força Aérea Portuguesa e de uma equipa de acrobacia aérea.

O Desfile Náutico dos 160 anos da Associação Naval de Lisboa inicia-se às 17h00, sendo visível a partir das margens do Tejo tendo como ponto central o Padrão dos Descobrimentos, em Belém. Para o Comodoro do clube, André Bettencourt, a festa promete transformar-se num marco.

“Queremos animar o Tejo e criar a partir daqui as bases para a organização anual de um grande Desfile Náutico que possa trazer a Lisboa entusiastas das Marinhas de todo o Mundo – com especial destaque para a Marinha de Recreio. É esse o espírito da Associação Naval de Lisboa desde o primeiro dia e hoje, 160 anos depois, continuamos a honrar e manter vivos esses princípios essenciais”, afirma André Bettencourt.

De acordo os Estatutos assinados pelo Rei D. Pedro V, a Associação Naval de Lisboa foi criada com o objectivo de “animar a construção e navegação de iates ou barcos de recreio e promover o divertimento das regatas em Portugal”.

O clube tem dado ao longo dos anos um enorme contributo para o desporto português, formando sucessivas gerações de remadores e velejadores, com um total de 64 atletas presentes em diferentes edições dos Jogos Olímpicos – que resultaram em duas medalhas de Bronze e duas de Prata.