Biografias: Sébastian Loeb

Biografias: Sébastian Loeb

52

O piloto francês Sebastian Loeb nasceu no dia 24 de Fevereiro de 1974 na cidade de Bas-Rhin (Alsácia – França), tendo desde sempre o desporto como referência, pois o pai era um excelente atleta de Ginástica.

Apesar de ter um ginasta de nomeada em casa, Loeb detestava a modalidade e, durante a sua infância e adolescência, preferiu sempre as bicicletas e as motos.

Em 1994, o piloto francês termina o seu curso profissional de electricista e começa a ganhar dinheiro fazendo pequenos arranjos de electrodomésticos, como televisões e frigoríficos.

Um ano depois consegue comprar um pequeno Renault Super 5 GT Turbo, que destruiu em “três tempos” ao testá-lo em algumas provas amadoras de Ralis.

Quando fez 21 anos, o pai de Loeb ofereceu-lhe o seu velhinho automóvel e o piloto foi logo inscrever-se no Campeonato Rali Jovem, prova amadora disputada em várias etapas na região do Mónaco.

Após algumas vitórias, o patrão da equipa Ambition Sport Auto, Remi Mammosser, contratou o francês, numa tentativa de fazer com que a equipa voltasse a ser campeã regional de Ralis.

Ao lado de Dominique Heintz, Loeb venceu o mítico campeonato “Volante 106”, 4 ralis na categoria de 1300 cc, e 2 na categoria de 1600 cc.

Em 1998, já tendo como co-piloto o monegasco Daniel Elena, o actual campeão do Mundo WRC termina o Troféu Citroen Saxo Kit-Car na 6ª posição, depois de ter vencido 4 provas e ter destruído 4 automóveis em acidentes escusados.

Devido a estes disparates, a equipa Ambiton Sport Auto começa a ter dificuldades económicas e resolve dispensar Loeb e o seu co-piloto.

Sem outra solução, os dois pilotos resolvem pedir ajuda à Federação Francesa de Desporto Automóvel (FFSA), convencendo-a a participarem, com as cores da França, no Campeonato do Mundo de Fórmula 6.

Depois de vencerem 2 campeonatos de Fórmula 6, Loeb e Daniel sagram-se campeões franceses de Ralis e em 2001 ingressam na Citroen, para disputar o Campeonato WRC.

Logo no ano de estreia, os pilotos conquistam o título mundial da Categoria 1600, aos comandos de um Xsara e de um Saxo.

Em 2002, Loeb passa para a categoria principal e vence o Rali da Alemanha, terminando o Campeonato na 10ª posição, bem longe do campeão Marcus Gronholm.

No ano seguinte, o francês ganha os Ralis de Monte Carlo, Alemanha e São Remo, mas volta a acabar o Mundial muito longe do campeão Petter Solberg.

Em 2004, Loeb vence 6 ralis e sagra-se campeão do Mundo de Pilotos, levando a Citroen à conquista do tão ambicionado título de Construtores.

Três anos depois, o piloto francês iguala o recorde de Kankunnen e Makkinen, ao conquistar o Campeonato pela 4ª vez consecutiva, e em 2008 domina de tal maneira, que a 4 provas do fim já se sabia que ele se tornaria no único penta-campeão da história do Mundial de Ralis.

Este ano, Loeb começou bem o campeonato, com 5 vitórias nos 5 primeiros ralis (Irlanda, Noruega, Chipre, Portugal e Argentina), mas teve alguns problemas que facilitaram a aproximação dos adversários.

No entanto, o piloto francês acabou por recuperar, tendo conquistado o título de campeão do Mundo de Ralis pela 6ª vez consecutiva, ao vencer o Rali da Grã-Bertanha (última prova da temporada 2009 do WRC).

O “corredor” da Citroen conseguiu assim bater o seu próprio recorde, depois de em 2008 ter ultrapassado os finlandeses Juha Kankkunen e Tommi Makinen, no que ao número de títulos ganhos diz respeito.

B.I.

Nome: Sébastien Loeb

Idade: 35 anos

Data e Local de Nascimento: 26 de fevereiro de 1974, em Haguenau (França)

Carro: Citroën C4

Estreia em WRC: São Remo (2001)

Primeira vitória em WRC: Alemanha (2002)

Primeiro pódio em WRC: São Remo (2001)

Total de vitórias em WRC: 54

Total de pódios em WRC: 82

Títulos mundiais: Hexa-campão Mundial de Ralis (de 2004 a 2009) e Campeão do Mundo de Ralis (Classe Super 1.600) em 2001

Vitórias no Mundial de 2009: Ralis da Irlanda, Noruega, Chipre, Portugal, Argentina, Espanha e Grã-Bretanha

Jornalista: João Miguel Pereira

PARTILHAR