Volta a Portugal do Futuro 2016: Luís Gomes vence 2ª Etapa e...

Volta a Portugal do Futuro 2016: Luís Gomes vence 2ª Etapa e veste a Amarela

Luís Gomes repetiu a vitória do ano passado em Oliveira de Azeméis e 'roubou' a liderança ao espanhol Xuban Errazkin, vencedor da etapa inaugural.

191

Luís Gomes venceu, em Oliveira de Azeméis, a segunda etapa da 24ª Volta a Portugal do Futuro Liberty Seguros, competição dedicada a atletas do escalão Sub-23. O corredor de 22 anos (Liberty Seguros/Carglass) repetiu a vitória do ano passado em Oliveira de Azeméis, sede da equipa, e ‘roubou’ a liderança ao espanhol, Xuban Errazkin (Café Baque), vencedor da etapa inaugural que gastou mais 15 segundos a cortar a meta.

Atrás de Luís Gomes, natural de Vila Nova de Gaia, terminou Francisco Campos (Moreira Congelados – Feira) e o colombiano Miguel Florez (BoyacaRaza de Campeones), que na classificação geral estão agora a escassos dois segundos do novo Camisola Amarela Liberty Seguros.

“A etapa foi um bocado descontrolada!”, desabafou Luís Gomes, para depois explicar a estratégia delineada pelo Director Desportivo Manuel Correia.

“Assumimos a corrida muito cedo, mas como o terreno era duro e a fuga tinha muito tempo tivemos de desgastar muito os nossos homens. No fim ficámos um bocado desfalcados, mas eu meti na cabeça que tinha de fazer de tudo para dar esta vitória aos meus colegas, à equipa e aos patrocinadores e foi isso que fiz”.

Para além da Amarela Liberty Seguros, Luís Gomes lidera também a classificação por Pontos, Camisola Vermelha KIA, e a Montanha, traduzida na Camisola Castanha Cafés Delta. O segundo lugar na etapa de Francisco Campos, de apenas 18 anos, ‘empurrou-o’ para o topo da juventude dando-lhe a Camisola Branca RTP.

De Penela para esta segunda etapa partiram 84 corredores. Apesar do calor, o pelotão ‘voou’ na primeira hora de prova à média de 44,5 KM/hora. Ataques e contra-ataques foram uma constante ao longo dos 145 Km que trouxeram o pelotão até Oliveira de Azeméis. A 35 quilómetros da chegada, num momento em que o pelotão estava fraccionado em diversos grupos, e mesmo tendo um homem entre o quarteto fugitivo, o director desportivo da Liberty, Manuel Correia, acreditando nas potencialidades da equipa e conhecedor da chegada apropriada às características de Luís Gomes, deu ordens para todos os membros da equipa aguardarem pelo corredor que estava num grupo mais atrasado.

A estratégia resultou plenamente, porque nos quilómetros finais já o pelotão estava compacto e Luís Gomes aproveitou a longa recta da meta em subida para se sobrepor ao conjunto dos que terminaram na frente. Gomes terminou com 2 segundos de vantagem.

3ª Etapa (16 Julho 2015) – Lousada – Boticas | 134,1 Km

Com o fim-de-semana chegam ainda mais dificuldades à 24ª Volta a Portugal Liberty Seguros. A partida da terceira etapa está marcada para o meio-dia em Lousada e terá como destino Boticas. Fafe, Salto e Boticas são as Metas Volantes, esta última coincidente com a 1ª passagem na meta.

Os principais problemas para o pelotão residem nas quatro contagens de montanha: dois Prémios de 3ª categoria, em Fojos e Virtelo, e outros dois de 1ª categoria, em Salto e Torneiros. Depois da última contagem, a 16,6 Km da meta, será sempre a descer até Boticas, onde a chegada ao centro da vila está prevista para as 16h.