Universíadas 2017: Portugueses estão a uma vitória dos quartos-de-final

Universíadas 2017: Portugueses estão a uma vitória dos quartos-de-final

A Selecção Nacional Universitária de Masculinos derrotou a Letónia no 3º dia de competição da Poule B da 29ª edição das Universíadas de Verão e ficou a um triunfo da passagem aos quartos-de-final do torneio que decorre em Taipé (Taiwan).

36

Selecção Portuguesa de Voleibol - Universíadas 2017A Selecção Nacional Universitária de Masculinos derrotou (3-1: 22-25, 25-23, 27-25 e 25-22) a Letónia no terceiro dia de competição da Poule B da 29ª edição das Universíadas de Verão (Taipei 2017 Summer Universiade) e ficou a um triunfo da passagem aos quartos-de-final do torneio que decorre em Taipé (Taiwan).

Lourenço Martins rubricou 23 pontos e foi o melhor pontuador do jogo, seguido pelo letão Aleksandrs Samuilovs, com 21 pontos. No final, Hugo Silva mostrou-se satisfeito com o desfecho do jogo, mas reconheceu que o resultado foi melhor do que a exibição.

“Apesar da vitória, a exibição ficou aquém daquilo que pretendíamos. Mostrou que temos muito por onde crescer com esta equipa, mas também o trabalho duro que é preciso continuar a fazer. É verdade que os atletas vieram de um período de férias e tiveram pouco tempo de preparação e que, por isso, os níveis não podem ser os melhores, mas tem de haver um cuidado maior por parte de todos os jogadores para, no período de férias, que é longo, conseguirem manter a sua boa forma física.

Tirando isso, esta competição, que muito me surpreendeu pelo seu elevado nível, tem sido muito positiva, em particular no que diz respeito aos nossos resultados, nomeadamente com a vitória frente à forte Selecção da Coreia, que ainda hoje ia surpreendendo a fortíssima Ucrânia [2-3]”, salientou o Seleccionador Nacional.

“A verdade é que estamos a uma vitória de passar à fase dos primeiros, o que não era o nosso objectivo principal, mas, a acontecer, será um prémio para este grupo de trabalho. O bom desta competição é que serve para aferir alternativas para a nossa Selecção A e a nossa participação nestas Universíadas tem sido muito útil nesse sentido.

Em relação ao que aí vem nesta competição, o nosso papel passa sempre por dignificar ao máximo o nosso Pais e a modalidade. O mais importante será elevar a qualidade individual de todos, pois os resultados serão sempre corolário apenas e só do trabalho duro… mas se pudermos deixar a nossa marca na competição, não desperdiçaremos a oportunidade”, acrescentou Hugo Silva.

Amanhã é dia de folga – só jogam as equipas de femininos –, pelo que o jogo Portugal x México, decisivo para a passagem aos quartos-de-final, está agendado para Quinta-feira.