Um mês inteirinho recheado de corridas? É no Eurosport

Um mês inteirinho recheado de corridas? É no Eurosport

Fevereiro será um mês recheado de muitas e boas provas: Volta ao Algarve, Giro de Itália, Tour de France, Vuelta, Volta ao Dubai, Kuurne-Bruxelas-Kuurne ...

82

O Eurosport orgulha-se de ser a Casa do Ciclismo e Fevereiro será um mês recheado de muitas e boas provas. Os fãs da modalidade poderão acompanhar uma série de competições que marcam a preparação das equipas para as Três Grandes Voltas: Giro de Itália, Tour de France e Vuelta a España. A equipa de especialistas do canal é composta por Luís Piçarra, Paulo Martins, Olivier Bonamici, Gonçalo Moreira e Américo Silva.

Volta ao Algarve (15 a 19 de Fevereiro)

É uma das grandes novidades para 2017 no que diz respeito ao ciclismo. O Eurosport vai emitir a 43ª edição da Volta ao Algarve em Bicicleta a nível internacional. A competição realiza-se entre 15 e 19 de Fevereiro e chegará às casas de 68 milhões de pessoas de 55 países. A prova terá uma hora diária de transmissão em directo, potenciando a divulgação de um grande espectáculo desportivo e mostrando ao Mundo a região do Algarve.

A Volta ao Algarve terá cinco etapas e um total de 772 quilómetros e será disputada por 200 corredores, em representação de 25 equipas. Estarão presentes algumas das maiores estrelas mundiais da modalidade. Entre as equipas participantes contam-se 12 do WorldTour, a Liga dos Campeões do ciclismo.

Esta é uma das provas de pré-temporada mais importantes do calendário mundial e igualmente uma das mais importantes do território nacional. Em 2016, o britânico Geraint Thomas (Sky) sagrou-se campeão renovando o título conquistado no ano anterior. Entre os vencedores contam-se nomes como os dos portugueses Joaquim Gomes, Vítor Gamito, Cândido Barbosa e Hugo Sabido e dos estrangeiros Tony Martin, Michal Kwiatkowski e Alberto Contador.

Volta ao Dubai (31 de Janeiro a 4 de Fevereiro)

O Eurosport emite a 4ª edição da Volta ao Dubai, uma competição onde os ciclistas terão pela frente um cenário bem diferente do habitual, com muitas paisagens de deserto e arranha-céus.

Esta prova nos Emirados Árabes Unidos marca o regresso à competição para muitas das melhores equipas do Mundo, que se preparam para as Grandes Voltas do verão. Na estrada ‘rolarão’ 16 equipas compostas por oito ciclistas: Astana, Bahrain-Merida, Dimension Data, Movistar, Quick-Step Floors, Lotto NL – Jumbo, Sky, UAE Abu Dhabi (anterior Lampre), Treck Segafredo, BMC, Bardiano CSF, Novo Nordisk, Wilier Triestina, Aqua Blue Sport, One Procycling e ainda uma Selecção de ciclistas dos Emirados Árabes Unidos.

Este ano, pela primeira vez, a prova terá cinco etapas. No total, o pelotão terá de pedalar 865 quilómetros. O líder da classificação geral vestirá a camisola azul (símbolo de líder da prova) e levará para casa o Circulo de Estrelas, um enorme troféu em forma de roda de bicicleta.

Nas três anteriores edições, os vencedores foram Taylor Phinney – BMC Racing Team (2014), Mark Cavendish – Etixx-Quick-Step (2015) e Marcel Kittel – Etixx-Quick-Step (2016).

Volta à Comunidade Valenciana (1 a 5 de Fevereiro)

Com quase 70 anos de existência, a Volta à Comunidade Valenciana é uma das mais tradicionais provas do calendário em Espanha. No passado foi igualmente conhecida por outros nomes como Volta a Levante, Volta a Valência ou Volta às Três Províncias. Na lista de vencedores constam nomes de ciclistas de prestígio como Eddy Merckx, Bernard Hinault, Stephen Roche, Melchor Mauri, Alex Zulle, Laurent Jalabert, Alexandre Vinokurov e Alejandro Valverde.

O Eurosport emite a 68ª edição Volta à Comunidade Valenciana, discutida entre 1 e 5 de Fevereiro, num total de quase 700 quilómetros divididos em cinco etapas. Na estrada estarão 25 equipas, com oito ciclistas cada, 12 das quais pertencentes aos ProTour.

A tirada rainha desta edição liga Segorbe ao alto de Lucena del Cid. Até lá, o pelotão terá de enfrentar subidas com 23 por centro de inclinação. Este final de etapa estreou-se na época passada na Volta a Espanha e foi batizado como ‘El infierno de Mas de la Costa’. Conta com uma subida de quatro quilómetros e uma inclinação média de 12,4 por cento, chegando até 23 por cento nalgumas partes.

Dificuldades em encontrar patrocinadores e financiamento fizeram com que a prova não se realizasse entre 2009 e 2015. Graças ao esforço dos ex-ciclistas Ángel Casero e do irmão Rafa, a prova foi recuperada. No ano passado, o holandês Wouter Poels (Sky) sagrou-se campeão. Luis León Sánchez (Astana), em segundo, e Beñat Intxausti (Sky), em terceiro, completaram o pódio.

Volta à Andaluzia (15 a 19 de Fevereiro)

A 63ª edição da Volta à Andaluzia ou Ruta del Sol (Rota do Sol), como também é conhecida, realiza-se entre os dias 15 e 19 de Fevereiro e será transmitida exclusivamente no Eurosport 2.

Em apenas cinco etapas, num total de 676 quilómetros, o pelotão terá de passar por vários tipos de cenários com montanhas nevadas, praias e muito sol, ou não fosse esta a prova que recebe o nome em homenagem à sua linha costeira, conhecida como Costa del Sol.

Nas dez últimas edições, a vitória sorriu aos ciclistas espanhóis em sete ocasiões com um em particular a destacar-se: Alejandro Valverde. O veterano da Movistar, de 36 anos, conquistou a prova por quatro vezes (2012, 2013, 2014 e 2016) e é o recordista. A estrela mundial do ciclismo Alberto Contador adiou a sua retirada e vai estar presente nesta prova. O espanhol escolheu especialmente a Volta à Andaluzia para fazer a sua estreia com a camisola da nova equipa a Trek-Segafredo.

Volta a Abu Dhabi (23 a 26 de Fevereiro)

Desde a sua criação, em 2015, que a Volta a Abu Dhabi foi sinónimo de fim de temporada. A competição reunia na cidade dos Emirados Árabes Unidos os melhores ciclistas, durante o mês de Outubro, para a derradeira corrida do calendário. Nos dias anteriores à prova, a União Ciclista Internacional realizava a Gala que premiava os melhores da época. Mas tudo isso muda a partir de 2017 com a integração da Volta a Abu Dhabi no calendário da UCI World Tour.

Entre 23 e 26 de Fevereiro, as equipas competem ao longo de quatro etapas, a última das quais no emblemático circuito de Fórmula 1, da Yas Marina. Nas duas primeiras edições da prova, o colombiano Estebán Chaves (Orica-GreenEDGE), em 2015, e o estónio Tanel Kangert (Astana), em 2016, foram campeões tendo vestido a camisola vermelha.

O Eurosport 1 emite em directo a primeira etapa, enquanto as três restantes poderão ser acompanhadas também em directo no Eurosport 2.

Omloop Het Nieuwsblad (25 de Fevereiro)

As clássicas encontram também o seu espaço de destaque no Eurosport, canal que reforça a sua posição como a Casa do Ciclismo. A Omloop Het Nieuwsblad, uma prova belga de apenas um dia, com partida e chegada a Gent, caracteriza-se pelos seus setores de ‘pavé’ que complicam e muito a vida dos participantes.

Os ciclistas da casa destacam-se com um total de 54 vitórias, enquanto a segunda nação com mais êxitos é a Holanda, com cinco. A Itália é terceira com quatro. Os belgas Ernest Sterckx, Joseph Bruyère e Peter Van Pategem são os máximos vencedores da prova, cada um deles com três troféus. Em 2016, o belga Greg Van Avermaet (BMC) sagrou-se campeão ao bater o eslovaco Peter Sagan (Tinkoff), actual campeão do mundo.

A prova recebe desde 2009 o nome do jornal Het Nieuwsblad. Antes designava-se Omloop Het Volk, também por causa de um jornal, que acabou por fechar.

Kuurne-Bruxelas-Kuurne (26 de Fevereiro)

A Kuurne-Bruxelas-Kuurne acontece 24 horas depois da Omloop Het Nieuwsblad e ambas marcam o início da temporada ciclística na Bélgica. É igualmente uma clássica e o pelotão terá de ‘rolar’ cerca de 200 quilómetros até à meta. Apesar de contar com um percurso essencialmente plano (ideal para ‘sprinters’), existem zonas onde os ciclistas terão de superar inclinações na casa dos 10 por cento, para além de muito frio. Em 2013, a neve obrigou mesmo ao cancelamento da prova pela terceira vez no seu historial.

Em 2016, Jasper Stuyven (Trek-Segafredo) converteu-se no 53º belga a vencer. O também belga Tom Boonen, com três triunfos, é o ciclista com maior êxito na prova. O campeão do Mundo Peter Sagan é uma das presenças confirmadas para a competição.





PARTILHAR