Torneio das 8 Nações 2016: Resumo do jogo Portugal – Bélgica

Torneio das 8 Nações 2016: Resumo do jogo Portugal – Bélgica

As Selecções da Holanda e da Bélgica lideram, respectivamente, as Poules A e B do Torneio de 8 Nações, que decorre no Centro de Desportos de Matosinhos.

112

As Selecções da Holanda e da Bélgica lideram, respectivamente, as Poules A e B do Torneio de 8 Nações, competição destinada a atletas Sub-17 femininos e que decorre, até Domingo, no Centro de Desportos e Congressos de Matosinhos. Ambas as Selecções rubricaram, no primeiro dia de prova, triunfos pela margem máxima: as holandesas sobre a Suíça e as belgas frente a Portugal. Nesta fase de grupos, a Selecção Nacional, orientada por Afonso Neves, defronta hoje a França (18h00) e a Espanha (6ª feira, 20h00).

Bélgica x Portugal, 3-0 (25-11, 25-23 e 25-20)

A Bélgica entrou melhor no jogo, tendo atingido o primeiro tempo técnico com uma vantagem de quatro pontos, após dois ataques rubricados por Camille Hannaert (8-4). Um serviço directo de Oriane Moulin começou a hipotecar a hipótese de recuperação das portuguesas (12-6) e, na chegada à segunda paragem obrigatória, as belgas tinham já amealhado mais do dobro dos pontos das lusitanas (16-7). Um serviço directo de Sofie Goossens e um ataque de Camille Hanaert deram o triunfo às jogadoras do Benelux: 25-11.

No segundo parcial, um serviço directo de Camille Hanaert fez mossas na recepção lusa (5-2) e obrigou Afonso Neves a reunir as suas pupilas. A conversa surtiu efeito e Matilde Calado, com um bloco, aproximou Portugal. A Bélgica voltou a fugir (8-3), mas Portugal não desistiu (8-6).

Três serviços directos consecutivos da inconformada Matilde Calado deram novo ânimo às portuguesas (10-10). Portugal chegou à vantagem através de um ataque de Catarina Candeias (12-11) para gáudio do público. Um serviço directo de Catarina Candeias empolgou ainda mais os espectadores (16-15). Novo serviço directo, este da autoria de Marta Cristo pôs o público ao rubro (18-16).

No autêntico braço-de-ferro que foi a recta final do set, as belgas mostraram-se mais consistentes e venceram por 25-23. O terceiro set foi marcado por extremo equilíbrio até aos 15 pontos. Depois, a Bélgica fugiu e colocou-se em posição de fechar o set e o jogo (24-18), de nada valendo a reacção das portuguesas: 25-20.