TCR 2017: Francisco Marrão com passagem positiva por Vila Real

TCR 2017: Francisco Marrão com passagem positiva por Vila Real

Francisco Marrão subiu por duas vezes ao pódio dos TCR2 em Vila Real, acumulando dois segundos lugares nesta sua participação

25

Francisco Marrão - TCR 2017 - Vila RealFrancisco Marrão regressou no passado fim-de-semana aos circuitos, para disputar a terceira jornada do Campeonato Nacional de Velocidade/TCR 2017, que teve por palco o Circuito Internacional de Vila Real. A competir actualmente no Nacional de Montanha (CNM), Marrão levou o SEAT Leon Supercopa até ao traçado delineado nas ruas da sua terra, cumprindo uma ambição de longa data.

Em termos desportivos as coisas poderiam ter corrido melhor, mas o saldo final é certamente positivo, com o piloto a retirar muitos ensinamentos e a acumular experiência com esta participação esporádica, na mais importante competição de pista que se realiza por terras lusitanas. Francisco Marrão subiu por duas vezes ao pódio dos TCR2, acumulando dois segundos lugares nesta sua participação.

“Não estou satisfeito com a minha prestação, devia ter feito melhor e acredito que em condições normais poderia ter vencido nos TCR2. Apesar de ser tudo muito diferente do que encontramos na montanha, consegui adaptar-me bem ao circuito e ao carro em configuração de pista. Aproveitei os treinos livres para ir progredindo e aumentei aos poucos o ritmo, isto sem arriscar demasiado, porque de facto qualquer distracção aqui neste circuito paga-se muito caro, como pude comprovar depois na primeira corrida de Domingo”, começou por dizer o piloto vila-realense.

“A corrida foi interrompida devido a acidente logo após a largada e no reatamento acabei por dar um toque na chicane da recta da meta. Exagerei com os pneus ainda frios e perdi aderência, não conseguindo evitar o toque nos ‘rails’; a prova para mim acabou aí. Apesar do excelente trabalho da Speedy Motorsport, a quem agradeço o apoio e dedicação, não foi possível recuperar o carro a 100% e larguei para a segunda corrida com um carro longe do seu melhor. Para agravar tudo isto, o tubo de escape partiu e fui forçado a terminar a prova mais cedo.

Ficam de facto como factores muito positivos, toda a aprendizagem que acumulei ao longo destes quilómetros feitos em pista e o forte apoio do público da minha terra, a quem agradeço todo o carinho demonstrado”, completou Francisco Marrão, que foi apoiado nesta prova por Costa & Viana; Churrasqueira Garnizé; Restaurante Cenáculo do Leitão; Pastelaria Docefresco; Stand Comprauto; Stand Fernando Cardoso; Marrão e Marrão e muitos apoiantes anónimos.

Apesar da aproximação do período de férias, Francisco Marrão não vai ainda ter tempo para descansar, com a deslocação até à Rampa do Caramulo, que se disputa já no próximo fim-de-semana de 15 e 16 de Julho.