Taça Yamaha YXZ 1000R 2017: Quinta prova na Baja TT do Pinhal

Taça Yamaha YXZ 1000R 2017: Quinta prova na Baja TT do Pinhal

Dividido em duas classes, Open e Stock, a Taça YAMAHA YXZ 1000R é liderada na primeira por Ricardo Carvalho, que venceu três das quatro provas disputadas, e na segunda por José Manescas, com um primeiro, um segundo e um terceiro lugar

51

Taça Yamaha YXZ 1000RAs vilas da Sertã, Oleiros e Proença-a-Nova vão receber já este fim-de-semana mais uma jornada da Taça YAMAHA dedicada ao modelo YXZ 1000R. Nos dias 16 e 17 de Junho vai disputar-se a Baja TT do Pinhal, quinta prova desta competição promovida pela YAMAHA Motor Portugal, que se insere no Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno (CNTT).

Uma prova que em 2016 Ricardo Carvalho, que agora lidera a Classe Open, venceu de forma absoluta conquistando um saboroso triunfo que pretende repetir.

De salientar que as quatro corridas inaugurais variaram entre a chuva, lama e até mesmo nevoeiro das duas primeiras, enquanto o calor e o pó imperaram nas pistas serranas do interior algarvio e da prova alentejana que lhe sucedeu.

Dividido em duas classes, Open e Stock, a Taça YAMAHA é liderada na primeira por Ricardo Carvalho, que venceu três das quatro provas disputadas, seguido agora de Marco Silva e do estreante Marco Pereira. António Ferreira e Mário Franco, que venceu em Loulé, são fortes adversários, numa classe onde pontua Dorothee Ferreira, que venceu a Taça das Senhoras do CNTT nas duas corridas iniciais.

Na classe Stock é José Manescas quem lidera, com um primeiro, um segundo lugar e um terceiro lugar, à frente de Fernando Pinheiro, vencedor em Reguengos, e do jovem Luís Vaz, que regista dois segundos lugares. Álvaro Oliveira, que venceu em Loulé, ocupa a quarta posição numa Classe com o Yamaha YXZ 1000R muito próximo do veículo de série, onde compete também Tânia Diogo, que venceu a Taça das Senhoras do CNTT em Loulé.

A Baja TT do Pinhal arranca na Sexta-feira com um prólogo de 9,57 kms na zona de Moitas, ao qual se segue um sector selectivo de 31,44 kms que vai cruzar as vilas de Proença-a-Nova e Sertã.

No Sábado pilotos e equipas terão de cumprir um troço de 136,91 kms cronometrados, que vai ligar Oleiros, Proença-a-Nova e Sertã, ao qual se segue mais um sector selectivo de 160,04 kms com início e fim na Sertã.