Taça CTT: Sporting vence P. Ferreira e junta-se a Portimonense no topo...

Taça CTT: Sporting vence P. Ferreira e junta-se a Portimonense no topo do Grupo C

81

O Sporting recebeu e venceu o P. Ferreira, por 3-1, em jogo a contar para a 1ª Jornada do Grupo C da 3ª Fase da Taça CTT, disputado no Estádio José Alvalade II, em Lisboa.

Devido ao jogo com o FC Porto, daqui a 4 dias, o técnico Jorge Jesus operou uma autêntica revolução na equipa, deixando de fora 6 dos habituais titulares e promovendo ainda a estreia do reforço Schelotto.

Mesmo com tantas alterações, a equipa não se ressentiu e chegou ao golo logo aos 8 minutos, por intermédio de Aquilani, o que deixou o treinador leonino muito mais descansado.

Até aos 45 minutos, o Sporting dominou a seu bel-prazer, mas segundos antes do apito para o intervalo, o P. Ferreira chega ao empate, por intermédio de Christian, na sequência da cobrança de um livre directo.

O tento da formação pacense surgiu depois de um erro do guardião Marcelo Boeck (que substituiu Rui Patrício, o habitual titular), que deixou escapar a bola por entre as mãos.

No início da segunda metade, o Sporting entrou em alta rotação e já com João Mário no lugar de Adrien Silva, a equipa leonina criou vários lances de perigo para a baliza defendida por… Defendi.

Aos 52 minutos, Jefferson cruza para a grande área, onde aparece Gelson Martins a rematar para o fundo da baliza do P. Ferreira, levando à “loucura” a claque afecta à equipa de Lisboa.

Mas o melhor momento da noite apareceu aos 72 minutos e teve como protagonista o costa-riquenho Bryan Ruiz, que após um excelente passe de Matheus Pereira, sentou o guardião Defendi e “picou” a bola sobre o corpo do jogador brasileiro.

Até ao final, não houve mais nada de destaque, pois o Sporting controlou todas as situações e nunca mais deixou o P. Ferreira chegar perto da baliza do guardião Marcelo Boeck.

Com este resultado, os “leões” passam a ocupar o 2º lugar do Grupo C, com os mesmos pontos do Portimonense, enquanto o P. Ferreira fica na última posição, sem nenhum ponto, tal como o Arouca.