Taça CTT: Rio Ave vence Sp. Covilhã, mas diferença de golos leva...

Taça CTT: Rio Ave vence Sp. Covilhã, mas diferença de golos leva Sp. Braga para a Final 4

O Rio Ave têm uma diferença de 2 golos positivos (mais 2 marcados do que sofridos) enquanto o Sp. Braga têm 4 tentos positivos e avança para a próxima fase

26

O Rio Ave venceu o Sp. Covilhã, por 2-0, em jogo a contar para a 3ª e última jornada do Grupo C da Taça CTT, disputado esta 4ª Feira no Estádio dos Arcos, em Vila do Conde.

Depois da derrota com o Marítimo na ronda anterior, a equipa vilacondense ficou em “maus lençóis” para atingir a Final 4 da competição, mas ainda tinha uma pequena esperança, pois se vencesse os serranos e a outra partida (entre Marítimo e Sp. Braga) terminasse empatada, o “bilhete” para a próxima fase era “entregue” aos pupilos de Luís Castro.

Tendo esta ideia em mente, os jogadores do Rio Ave entraram em campo dispostos a marcar cedo, para depois poder gerir os acontecimentos e esperar por boas novas da Madeira.

O golo madrugador de Gil Dias colocava os vilacondenses na próxima fase (no Funchal, o jogo estava empatado a zero), mas era preciso mais, já que a diferença entre golos marcados e sofridos podia ser determinante.

Na segunda parte, o Rio Ave apertou mais, chegou ao 2º golo (marcado novamente por Gil Dias), e teve várias oportunidades para dilatar o marcador, mas parece que a “lua cheia” não estava “virada” para as cores do clube nortenho.

Quando terminou o jogo em Vila do Conde, o desafio no Funchal ainda decorria e os adeptos vilacondenses “rezavam” por um empate entre Marítimo e Sp. Braga, única “via” do Rio Ave para a Final 4, pois a diferença de golos era favorável aos bracarenses.

No ecrã gigante do Estádio dos Arcos começaram a passar as imagens do jogo da Madeira e quando já toda a gente preparava a festa, o golo de Emiliano Velazquez deixou “todo o mundo” triste, cabisbaixo e a pensar porque é que não se marcaram mais golos ao “simpático” Sp. Covilhã, claramente a equipa mais fraca do grupo.

A verdade é que a diferença entre golos marcados e sofridos fez a diferença (Sp. Braga e Rio Ave terminaram no topo do grupo, com 6 pontos) e é a equipa bracarense a avançar para a Final 4, onde vai defrontar o V. Setúbal, em jogo a contar para as Meias-Finais da competição.