Surfing: EDP Mar Sem Fim aumenta a segurança dos surfistas

Surfing: EDP Mar Sem Fim aumenta a segurança dos surfistas

A parceria de seguro do EDP Mar Sem Fim com a Federação Portuguesa de Surf (FPS) será implementada em 2017 a mais de 20 atletas

28

O EDP Mar Sem Fim, em parceria com a Federação Portuguesa de Surf, concedeu aos surfistas Portugueses de ondas Grandes afectos ao projecto a adesão automática ao seguro premium de atleta. Esta vantagem trará melhores e mais condições e tem como objectivo primordial aumentar o número de federados.

Embora disponível a todos os atletas consoante pagamento, apenas os atletas da Selecção Nacional de Surf poderiam usufruir do upgrade. Actualmente, os surfistas integrantes do EDP Mar Sem Fim que sejam federados poderão usufruir desta possibilidade não só nos eventos com cunho ‘Mar Sem Fim’ mas também em todas as provas em que compitam durante o ano de 2017.

Os surfistas que já tenham participado em algum pilar do projecto ‘EDP Mar Sem Fim’ estão abrangidos pelo upgrade de seguro da Federação Portuguesa de Surf, tendo obrigatoriamente que ser federados, além dos atletas das Selecções Nacionais que já estariam automaticamente incluídos no upgrade. Esta iniciativa está relacionada com o aumento significativo de atletas e federados e da necessidade de segurança nas competições. No total, mais de 20 atletas irão usufruir em 2017 deste novo seguro.

“A Federação Portuguesa de Surf pretende apoiar ainda mais os seus atletas e o facto do ‘EDP Mar Sem Fim’ assegurar o aumento do seguro pessoal é uma oportunidade única. Pretendemos que todos os atletas associados se sintam seguros a praticarem surf, principalmente aqueles que estão em constante risco, como é o caso dos surfistas de ondas grandes”, afirma João Jardim Aranha, presidente da Federação Portuguesa de Surf.

Para Mário Almeida, responsável do projecto do ‘EDP Mar Sem Fim’, “esta parceria vem no seguimento do apoio crescente da Federação ao projecto e da tentativa de encontrar soluções para aumentar o número de surfistas federados em Portugal”.

“No Surf de Ondas Grandes o tema da segurança tem crucial importância e tivemos esta ideia em conjunto com a FPS de dar uma motivação extra aos surfistas portugueses de ondas grandes para que se federem em 2017”.





PARTILHAR