Supertaça: Ana Capeta voltou a ser o “diabo” para o Sp. Braga

Supertaça: Ana Capeta voltou a ser o “diabo” para o Sp. Braga

A jogadora que já tinha "decidido" a Taça de Portugal, num jogo também frente ao Sp. Braga, marcou os 3 golos do Sporting, deixando em desespero todos os responsáveis da formação minhota.

262

SportingO Sporting venceu o Sp. Braga, por 3-1, em jogo a contar para a Final da Supertaça de Futebol Feminino, disputado no Estádio Cidade de Coimbra, na capital dos estudantes.

Depois de ter conquistado o Campeonato Nacional e a Taça de Portugal no final da época passada, as “leoas” queriam agora o “triplete” para confirmar o domínio da modalidade em termos nacionais.

No entanto, a tarefa não foi nada fácil, pois o Sp. Braga entrou melhor na partida e inaugurou o marcador logo aos 12 minutos, com um golo da espanhola Pauleta Encinas.

A vencer, as bracarenses recuaram e taparam todos os caminhos para a sua baliza até ao minuto 90, altura em que apareceu a arte de Ana Capeta, que voltou a ser decisiva.

A jogadora que já tinha “decidido” a Taça de Portugal, num jogo também frente ao Sp. Braga, marcou o golo do empate “em cima do gongo”, para desespero de todos os responsáveis da formação minhota.

Com uma igualdade no final do tempo regulamentar, foi necessário recorrer a um prolongamento de 30 minutos para se decidir o vencedor do primeiro troféu nacional da presente época.

No tempo-extra, Ana Capeta continuou “com a corda toda” e marcou mais 2 golos, tornando-se na “heroína” do jogo, que mais uma vez foi ganha pelo Sporting, demonstrando assim que a equipa domina os acontecimentos no panorama nacional.