Super Enduro 2016: Luís Oliveira foi superior em Alpendorada

Super Enduro 2016: Luís Oliveira foi superior em Alpendorada

Pela 3ª vez este ano, Luís Oliveira foi o mais rápido de todos os presentes na Prestige, mas nesta prova foi ele quem venceu todos os momentos de discussão.

122

Bem perto de Marco de Canavezes, a localidade de Alpendorada acolheu no passado Sábado a terceira prova do campeonato nacional de Super Enduro Multimoto. Em dia de bastante calor, foram oito os pilotos da classe Prestige que estiveram na prova organizada pelo Moto Clube Várzea do Douro e desenhada no Campo das Capelas, aos quais se juntou igual número de atletas na Open e ainda mais 17 na Hobby.

Com 400 metros de extensão, a pista revelou-se técnica e exigente para os pilotos, com as temperaturas mais frescas da noite a ajudarem a um menor desgaste físico de todo o pelotão.

Pela terceira vez este ano, Luís Oliveira foi o mais rápido de todos os presentes na classe Prestige, mas nesta prova foi ele quem venceu todos os momentos de discussão de pontos na prova, ao levar a melhor perante a concorrência na Super Pole – que vale três pontos – e depois nas três finais realizadas para fechar a ronda com a pontuação máxima e reforçar o comando do campeonato.

João Ribeiro foi quem mais se aproximou do vice-campeão do mundo Júnior da especialidade, mas sem nunca conseguir uma vitória fechou o dia na posição intermédia de pódio na frente de João Lourenço, o terceiro classificado em Alpendorada.

Na Open foi Diogo Lopes quem venceu, mas contou com forte oposição por parte de Márcio Barbosa. Ambos dividiram as vitórias e os segundos lugares nas duas finais que a classe realiza a cada evento e foi mesmo a vitória de Lopes na segunda corrida que valeu a subida ao degrau mais baixo do pódio na frente de Barbosa e Alexandre Ferreira, o terceiro classificado.

A próxima prova do campeonato nacional de Super Enduro – Multimoto vai levar os pilotos até Mação, naquela que será a penúltima ronda do ano.

Classificações finais

Prestige
1º Luís Oliveira (Yamaha) com 63 pontos; 2º João Ribeiro (Yamaha) com 52; 3º João Lourenço (Sherco) com 45; 4º Diogo Vieira (Beta) com 41: 5º André Mouta (KTM) com 32.

Open
1º Diogo Lopes (KTM) com 37 pontos; 2º Márcio Barbosa (Yamaha) com 37; 3º Alexandre Ferreira (Yamaha) com 28; 4º Gonzaga Silva – com 28; 5º Eduardo Monteiro – Yamaha com 21.