Sporting perde com O. Lyon por 1-0 na sua apresentação não-oficial

Sporting perde com O. Lyon por 1-0 na sua apresentação não-oficial

Apesar de apresentar algumas melhorias, o Sporting não conseguiu ultrapassar um adversário que está mais à frente no ritmo competitivo

91

O Sporting perdeu com os franceses do O. Lyon, por 1-0, em jogo de apresentação não-oficial da equipa aos sócios, adeptos e simpatizantes leoninos, disputado no Estádio José Alvalade II, em Lisboa.

Esta foi uma mini-apresentação, que não contou com todos os jogadores por diversas razões, mas no próximo Sábado, quando for discutido o Troféu 5 Violinos, haverá uma festa maior e todo o plantel deverá jogar, à excepção dos lesionados e dos atletas olímpicos.

Hoje, para além dos olímpicos Ricardo Esgaio, Carlos Mané e Teo Gutierrez também João Mário esteve ausente, o que pode querer dizer que o médio está de partida para outros ares.

No entanto, quer Rui Patrício, quer Jorge Jesus, em declarações à Sport TV desvalorizaram o facto e resolveram falar apenas do jogo, desviando o sentido da pergunta do jornalista na “flash-interview”.

Quanto ao jogo, foi de fraco nível, típico de pré-época, com algumas quezílias entre jogadores bem resolvidas pelo árbitro Hugo Miguel (da AF Lisboa), que fez uma exibição razoável.

O único golo da partida, foi marcado por Alexandre Lacazette, aos 53 minutos, numa altura em que na baliza estava o guarda-redes Rui Patrício, coroado recentemente como campeão da Europa a nível de selecções.

Até ao final, o Sporting ainda teve algumas ocasiões para empatar, mas na hora do remate final há sempre qualquer coisa que falha, pois há um toque a mais, uma escorregadela, ou um corte atabalhoado da defesa contrária.

No fim do jogo, Jorge Jesus também desvalorizou este facto, dizendo que do “onze” inicial apenas estava 1 ou 2 jogadores daqueles que vão ser titulares ao longo da época, acrescentando que falta o “coração” da equipa.

Até ao inicio do campeonato, a 13 de Agosto, o Sporting ainda defronta os espanhóis do Villareal e do Bétis de Sevilha, os alemães do Wolfsburgo e os franceses do Nice.