Silk Way Rally 2017: Mais uma dupla vitória do Team Peugeot Total,...

Silk Way Rally 2017: Mais uma dupla vitória do Team Peugeot Total, na 8ª Etapa

A dupla Sébastien Loeb/Daniel Elena rubricou o melhor tempo na 8ª Etapa do Silk Way Rally, corrida no Sábado, com 5min16s de vantagem sobre os seus colegas de equipa Cyril Despres/David Castera

51

Team Peugeot Total - Silk Way Rally 2017 - 8ª EtapaA dupla Sébastien Loeb/Daniel Elena rubricou o melhor tempo na 8ª Etapa do Silk Way Rally, corrida no Sábado, com 5min16s de vantagem sobre os seus colegas de equipa Cyril Despres/David Castera. As duas equipas do ‘Dream Team’ Peugeot aumentam a sua vantagem no topo da classificação geral provisória. O Peugeot DKR Maxi totaliza agora 1h08m41s de avanço.

Com a primeira metade do Silk Way Rally cumprida – hoje é dia de descanso em Urumqi (China) – o Peugeot DKR Maxi vê confirmada todas as esperanças nele depositadas pelos engenheiros da Peugeot Sport. Nesta primeira semana de prova, que foi também a sua estreia em competição, o novo modelo demonstrou todo o seu potencial de performance para enfrentar os mais duros rali-raides do mundo.

Nas pistas irregulares e arenosas da 8ª Etapa, Cyril Despres comprovou, uma vez mais, os seus progressos em quatro rodas ao volante do Peugeot DKR, acompanhando o andamento imprimido por Loeb. Despres conta agora com 35min de avanço sobre os seus rivais mais directos na classificação geral provisória. Stéphane Peterhansel/Jean Paul Cottret continuam a sua progressão na tabela e ocupam agora o 7º posto da geral provisória, mau grado o tempo obtido na 8ª Etapa, que foi especialmente exigente e difícil.

A Etapa em resumo

A 8ª Etapa consistiu em 436 km, entre Karamay e Urumqi, dos quais 250 km foram cumpridos em terrenos variados. Um desafio que permitiu ao Peugeot DKR Maxi demonstrar todas as suas aptidões dinâmicas em todo-o-terreno, adaptando-se tanto a pequenas dunas de areia como a pistas de terra batida extremamente duras.

Embora com alguns problemas na pressão dos pneus do seu carro, Sébastien Loeb venceu mais uma Etapa, a sua quarta vitória em oito das Etapas já disputadas. A sua performance foi excepcional, tendo, inclusivamente, alcançado Cyril Despres ao km 50 e, a partir daí, seguiu sempre na frente até à linha de chegada. Despres terminou com menos de 5min de diferença para o peugeot DKR Maxi.

Sem estar na sua melhor forma física, Stéphane Peterhansel avançou pelo meio do pelotão e, apesar de ter ultrapassar imensos concorrentes e de lutar com a poeira constante entre os carros, conseguiu terminar a Etapa no 4º lugar, a 15min de Loeb.



Comentários

Sébastien LOEB, piloto Team Peugeot Total (Vencedor da Etapa / 1º da Geral)
“Apesar das condições difíceis da Etapa, foi mais uma excelente jornada ao volante do Peugeot DKR. Alcançámos o Cyril muito rapidamente e acabámos por ser nós a abrir a pista. Para o Daniel, foi complicado fazer a navegação nestas condições, mas ele fez um belo trabalho. O Daniel progrediu muito nos rali-raides e agora estamos perfeitamente sintonizados. Foi uma especial interessante, com secções verdadeiramente demolidoras e muita areia.

Apesar destas condições, soubemos imprimir um bom andamento sem forçar o nosso próprio ritmo. O carro foi absolutamente fiável e performante. Temos agora a prova que o Peugeot DKR Maxi tem muitas hipóteses de evolução e que estamos no bom caminho. Temos uma vantagem estável. O dia de descanso em Urumqi vai ser para dar algumas entrevistas e descansar, antes de partirmos para a segunda metade do rali”.

Cyril DESPRES, piloto Team Peugeot Total (2º lugar na Etapa / 2º da Geral)
“Andámos nas mesmas pistas do ano passado, mas, desta vez, estavam em muito piores condições! O piso estava extremamente irregular e acidentado, fomos violentamente sacudidos ao longo de todo o percurso. O Seb apanhou-nos por volta do km 50 e, a partir daí, acompanhámos o seu andamento e rolámos sempre a 1m30s de distância dele para não apanharmos a poeira do seu carro.

O Seb é um piloto excepcional e o Peugeot DKR Maxi parece estar cada vez melhor! Durante a manhã, as pistas eram bastante rápidas e o objectivo foi manter uma velocidade elevada sem cair nas armadilhas. Em conclusão, estou bastante satisfeito. Durante a próxima semana, muita coisa pode ainda acontecer, portanto vamos continuar a dar o nosso melhor”.

Stéphane PETERHANSEL, Piloto Team Peugeot Total (4º lugar na Etapa / 7º da Geral – autos)
“Não foi uma jornada nada fácil para mim. Senti-me adoentado e tive mesmo de parar duas vezes. Nestas condições, é extremamente difícil conduzir em pisos tão demolidores. Por outro lado, também fomos apanhados pela poeira dos concorrentes que partiram à nossa frente, tornando as ultrapassagens impossíveis. Preferimos não forçar demasiado as coisas e, assim, evitar riscos desnecessários.

Não gostei muito das afinações do carro para este tipo de terrenos. Recordo-me que tive aqui exactamente o mesmo problema no ano passado. Há qualquer coisa na afinação das suspensões que não me agrada nestas pistas. Felizmente que temos este dia de descanso. É uma boa oportunidade para recarregar baterias antes de arrancar para a semana que se segue”.

Domingo é dia de descanso

Mesmo sem ser dia de competição, o Domingo é uma jornada intensa para os mecânicos do Team Peugeot Total. É a altura ideal para fazer um check-up completo aos três Peugeot DKR e de os preparar para a segunda metade do rali, a mais difícil, que arrancará ao raiar do sol de Segunda-feira. Hoje, o programa das equipas do Team Peugeot Total consiste em responder às inúmeras solicitações mediáticas, mas o principal é mesmo descansar e ‘tratar as feridas’.

Classificação Geral do Silk Way Rally 2017 (após a 8ª Etapa)

1º LOEB Sébastien (FRA), Peugeot 3008 DKR Maxi, 21:10:16
2º DESPRES Cyril (FRA), Peugeot 3008 DKR, a 1:08:41
3º MENZIES Bryce (USA), Mini John Cooper Works Rally, a 01:42:32
4º PETERHANSEL Stéphane (FRA), Peugeot 3008 DKR, a 03:41:30 (nota: 7º “Auto”)
5º ALRAJHI Yazeed (SA), Mini John Cooper Works Rally, a 05:25:26